Goianense "Accyoli Neto" é homenageado em programa de Radio

 


O homenageado escolhido de hoje será um pernambucano autêntico, José Accyoli Cavalcante Neto, ou simplesmente Accyoli Neto, nasceu em 11 de julho de 1950 na cidade de Goiânia, Zona da Mata Norte de Pernambuco. Accyoli Neto foi um cantor e compositor de música popular brasileira. Iniciou sua carreira artística como vocalista de grupo no Rio de Janeiro.

Ao longo de sua carreira participou de diversos festivais de música e lotou casas de espetáculos principalmente no nordeste cantando grandes sucessos de sua composição interpretados por cantores de renome, como, Fagner, Flávio José, Elba Ramalho, Fábio Junior, Roberta Miranda, Nando Cordel entre outros.

Em 1981, casou-se com Teresa, produtora musical, com quem teve uma filha, Talitha. Em 1991, voltando de Maceió para Recife, sofreu um grave acidente na estrada, que lhe deixou sequelas, enfrentando um período de forte depressão. Ainda assim, continuou compondo.

Seu primeiro CD “Lembrança de um Beijo” lançado em 1995 teve a música homônima interpretada magistralmente por Fagner e por outros grandes cantores. Accyoli Neto foi radicado  no Recife desde os dois anos de idade, foi o caçula de uma família de 12 filhos. Aprendeu a tocar violão aos oito anos, observando os seresteiros amigos de suas irmãs mais velhas.

Chegou a passar no vestibular de Medicina, mas desistiu do sonho que era da sua família para seguir a paixão pela música. Na estrada, fez grandes amigos e se  firmou nacionalmente como compositor. Cantava a política, os temas sociais, o amor, os sentimentos dos sertanejos, dos nordestinos, dos brasileiros.

A década de 80 foi grandiosa para Accyoli Neto, que foi finalista de importantes festivais, como o MPB 81, com a música “No nosso é refresco”, firmando o seu nome como cantor e compositor. O cantor Jessé (falecido) gravou várias composições suas, com destaque para “Paraíso das Hienas”.

Nos anos 90, após sofrer o grave acidente (já citado acima), Accyoli Neto se dedicou principalmente às composições, foram cerca de 800 músicas compostas , 300 delas cantadas por artistas de todo o Brasil. “Lembrança de um beijo e Espumas ao Vento” acabaram se tornando sucessos nacionais na voz de Fagner. Sua primeira música com repercussão foi “Severina Cooper”, fez parte da primeira cantoria da música nordestina, em 1978, e foi gravada por Paulo Diniz, o que rendeu o primeiro contrato de Accyoli Neto com uma gravadora.

Teve também duas músicas como parte das trilhas sonoras dos filmes “Lisbela e o Prisioneiro” e “A Máquina”. Em 1980, a cantora Vanusa gravou “Mulher Maravilha”. Em 1981 teve a música “Primavera” numa parceria  com Carlos Alexandre  gravada pelo próprio, já falecido. Em 1987, teve a sua música “Dodói”, gravada por Roberta Miranda.

Em 29 de outubro de 2000, aos 50 anos, Accyoli Neto sofreu um aneurisma cerebral e faleceu, no Recife, deixando uma enorme obra, que foi e continua sendo gravada e divulgada por diversos artistas no Brasil e no mundo.

*Naldinho Rodrigues é locutor de rádio. Apresenta o programa Toando o Passado, pela Rádio Afogados FM, sempre aos domingo das 5 às 8 da manhã.