Secti e Sebrae formalizam acordo para fortalecer ecossistemas de Inovação em todo o Estado


O Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucas Ramos, assinou, de forma remota, Acordo de Cooperação Técnica com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Pernambuco (Sebrae-PE) para o desenvolvimento os ecossistemas de Inovação de Pernambuco, com destaque para as cidades de Petrolina, Araripina, Garanhuns, Caruaru e Recife.

A partir de agora, juntos, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e o Sebrae-PE dão início a uma série de frentes de trabalho integradas, como a qualificação de incubadoras de empresas com atuação no Estado, o impulso ao surgimento de mais startups e o fortalecimento da Rede de Ecossistemas de Inovação de Pernambuco (REPE).

“Em menos de seis meses, a REPE já congrega mais de 40 empresas e instituições de Ciência e Tecnologia que, juntas, olham para o mesmo horizonte de crescimento de forma compartilhada e geração de oportunidades em todo o Estado, do Sertão ao Litoral. E o Acordo de Cooperação Técnica é um passo fundamental para garantir a qualidade e o amadurecimento dos ambientes de inovação, de onde irão surgir as startups e empresas que vão gerar mais emprego e renda em nosso Estado”, destacou o secretário Lucas Ramos.

No acordo, o Sebrae ficará responsável pela consultoria em gestão, a formação de lideranças, a mentoria, a realização de palestras e oficinas, entre outros, o que, na prática, demandará um diagnóstico completos dos ecossistemas de cada região de desenvolvimento.

“Ao Governo do Estado, através da Secti, caberá a elaboração de políticas públicas para que possamos consolidar estas ações dentro de uma estratégia global de desenvolvimento”, complementou Lucas Ramos. Também ficará sob responsabilidade da Secti promover uma maior aproximação entre setores produtivos e Academia, especialmente dos Institutos de Ensino Superior (IES) e unidades regionais.


Fonte: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação - Secti