Tarcísio de Freitas estuda a concessão da BR-101 para que seja criado um Arco Metropolitano de Goiana


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, acompanhado de Gilson Machado, ministro do Turismo e Jorge Seif, secretário de Aquicultura e Pesca, sobrevoaram, ontem, 19, o litoral pernambucano e o litoral norte de Alagoas com o objetivo de identificar gargalos que afetam o desenvolvimento de toda a região. Ao perceber a dificuldade de escoamento do Porto de Suape, por exemplo, devido aos engarrafamentos, Freitas disse que o Governo Federal estuda a concessão da BR-101 para que seja criado um Arco Metropolitano de Goiana até a parte sul do Grande Recife.


Segundo Gilson Neto, a preocupação também se dá pelo potencial turístico, que fica prejudicado com a dificuldade no tráfego. "Nas rodovias PE-60, cinturão turístico que passa por destinos como Porto de Galinhas, Tamandaré e Carneiros, e também na AL-101, rodovia que passa por Maragogi, Japaratinga e de estende até Maceió, identificamos um grande fluxo de veículos que geram engarrafamentos e que interferem diretamente nas atividades turísticas de uma das regiões mais belas do Brasil. Por isso, defendemos a federalização destas rodovias", declarou.

Existe um projeto do Governo de Pernambuco para a construção de um arco Metropolitano, mas até agora não saiu do papel.

Blog do Magno