Pós-Enem: como entrar no ensino superior com a nota da avaliação


Passado o período das provas impressas do Exame Nacional do Ensino Médio (
Enem) 2020, aplicadas nos dias 17 e 24 deste mês – a versão digital ainda vai ocorrer nos dois próximos domingos –, a atençãose volta para os principais processos seletivos que utilizam a nota do Enem para o ingresso de alunos no ensino superior.


A tradição é que os processos seletivos usem a nota do Enem da edição passada no ano vigente. Como o Enem 2020 teve que ser adiado para 2021 por conta da pandemia, para não prejudicar o calendário das instituições de ensino o Programa Universidade para Todos ( Prouni ) só aceitou as notas do Enem 2019.A primeira chamada do processo seletivo foi divulgada na última semana. Já as informações sobre o Prouni 2021.2 ainda não foram divulgadas.


O Prouni é um programa do governo federal e seleciona estudantes para bolsas de estudo parciais ou integrais em instituições privadas. Para conquistar uma bolsa de 100%, o candidato precisa comprovarrenda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo.


Já para as parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Para participar em ambas as modalidades é preciso também não ter zerado a redação do Enem e ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas das provas.


Também do governo federal, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) disponibiliza vagas para instituições públicas – universidades estaduais e federais. Assim como o Prouni, a seleção costuma ocorrer duas vezes no ano, no primeiro e no segundo semestre. O Ministério da Educação ainda não divulgou a data de realização do processo seletivo.


Há, ainda, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) também voltado para instituições particulares. Nesse caso, o estudante precisa arcar com o valor que foi financiado após a conclusão dos estudos. Essa seleção costuma aceitar as notas do Enem tanto do ano vigente, como de anteriores.


As inscrições do Fies começam nesta terça-feira, 26 de janeiro. Os interessados devem acessar o site do programa até as 23h59 do dia 29 de janeiro para fazer o cadastro de forma gratuita. Mais Educação em Pauta


Não quer usar as notas do Enem? Saiba como garantir uma vaga


Caso não tenha feito o Enem ou fez, mas não quer atrasar o planejamento de começar uma graduação, há programas privados, como o programa Educa Mais Brasil, que oferecem bolsas de estudo em diversas faculdades espalhadas por todo o país.


No Educa, por exemplo, os descontos chegam a 70% e o processo de adesão é sem burocracias. Basta acessar o site do programa no endereço https://www.educamaisbrasil.com.br/ e pesquisar as opções disponíveis por região, faculdade ou curso. A inscrição pode ser feita durante todo o ano.