Grupo farmacêutico Roche anuncia fechamento de fábrica no Brasil


Empresa manterá apenas a sede e o escritório administrativo em São Paulo, e o centro de distribuição que possui em Anápolis (GO)


O grupo farmacêutico suíço Roche anunciou em comunicado que vai encerrar a produção de medicamentos no Brasil. A companhia informou que as atividades de sua fábrica em em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, deverão ser totalmente encerradas entre quatro e cinco anos.


No entanto, a Roche Farma Brasil, divisão do grupo no país, manterá a sede e o escritório administrativo em São Paulo, e o centro de distribuição que possui em Anápolis (GO).


De acordo com a empresa farmacêutica, não há previsão de redução do quadro de funcionários em 2019. Hoje a Roche conta com 440 colaboradores na unidade do Rio de Janeiro. "Nossos colaboradores receberão o melhor suporte possível, com tratamento transparente e respeitoso, ao longo deste período de transição”, disse, em comunicado, Patrick Eckert, presidente da Roche Farma Brasil. A empresa atribuiu a decisão à estratégia global de "concentrar os esforços em produtos inovadores de alta complexidade e baixo volume de produção".


Segundo a Roche, os medicamentos produzidos atualmente no país (Bactrim, Bonviva, Cymevene, Dilatrend, Dormonid, Lexotan, Prolopa, Rivotril, Rocaltrol, Rohypnol e Valium) consistem em produtos de alto volume e baixa complexidade, "o que torna a operação do Rio de Janeiro pouco sustentável".


"A Roche reforça seu compromisso de continuar abastecendo os pacientes com os medicamentos de alta qualidade hoje fabricados no Rio", acrescentou.


A empresa informa em seu site ter 1.200 colaboradores em toda a operação no Brasil. As informações são do Portal G1.