quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Pernambucanos vencem Desafio Inova Escola


A Fundação Telefônica Vivo anunciou, na noite de ontem (13), em São Paulo, os cinco projetos vencedores do Desafio Inova Escola, iniciativa que visa estimular processos inovadores no âmbito escolar, em prol da construção de uma cultura de inovação na escola. Dos cinco vencedores, dois são pernambucanos: Bastião Atômico, da Escola Municipal de Tempo Integral São Sebastião, em Jaboatão dos Guararapes (PE) e Itavivo, da Escola Municipal Constâncio Maranhão, em Vitória de Santo Antão (PE). Cada um deles receberá assessoria técnica especializada por seis meses, a fim de apoiar a implementação e avaliação do plano de inovação, apoio financeiro de até R$ 10 mil, além de intercâmbio entre representantes dos planos selecionados e outras escolas inovadoras brasileiras.

Os demais vencedores foram os projetos Inova IEMA, da IEMA - Instituto Estadual de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Unidade Plena Itaqui Bacanga, de São Luís (MA); Guerreiros do campo, da EMEF Joana Darc, em Nova Esperança do Piriá (PA); e IFF9!, do IFF - Instituto Federal Fluminense Campus Itaperuna, em Itaperuna (RJ). A seleção foi feita entre 1.250 equipes de educadores, de 1.180 escolas, por um júri de especialistas. Houve representação de todos os estados brasileiros mais o Distrito Federal, totalizando, 763 municípios. A escola pública representou 90% do total de inscrições. Deste total, foram selecionados 25 finalistas das 5 regiões do Brasil que, além de concorrerem ao prêmio nacional, receberam voto popular.

Entre os 25 finalistas, os vencedores regionais pelo voto popular foram: Arteduca, da EE Professora Zeni Vieira, em Sinop (MT), pela região Centro-oeste; Equipe Santa Terezinha, da Escola Municipal Santa Terezinha, em Coruripe (AL), pelo Nordeste; Nenhum a menos!, da Escola Estadual Ministro Waldemar Pedrosa, em Parintins (AM), pela região Norte; Juntos somos mais fortes, da EMEF Cândida Soares Machado, em Guarapari (ES), pela região Sudeste; e Urbano, da EMEFE Pe. Urbano Teixeira da Fonseca, em Guaramirim (SC), na região Sul. Cada um deles recebeu um certificado pelo potencial de mobilização da comunidade escolar.

O Desafio Inova Escola é promovido pelo Programa ProFuturo, da Fundação Telefônica Vivo e Fundação Bancária “la Caixa”. Seu objetivo é fomentar processos inovadores no âmbito escolar que favoreçam a construção de uma cultura de inovação na escola e o desenvolvimento dos estudantes nas competências para o século XXI. O diferencial do Desafio é o caráter colaborativo no qual educadores construíram, em equipes, projetos que possam melhorar o ambiente escolar por meio de uma trilha formativa.

O Desafio Inova escola contou com a parceria da Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e do Movimento de Inovação na Educação. A iniciativa também teve a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

“Acreditamos que a construção colaborativa é a melhor forma de implantar novos conceitos na educação. Tudo na Fundação segue este fluxo e não seria diferente no Desafio. Os parceiros foram fundamentais na construção de toda a metodologia, desde o fluxo de informações à validação de ideias. Todo o planejamento do Desafio Inova Escola foi uma construção coletiva, ouvimos especialistas, técnicos e escolas e cada um de nossos parceiros colocou sua experiência à disposição do projeto. Isso faz dele um prêmio ainda mais completo e especial”, explica Americo Mattar, diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo.

Sobre os projetos vencedores da etapa nacional

Bastião atômico

A necessidade da comunidade ao acesso à água e ao seu uso consciente instiga esta equipe a construir uma cultura de sustentabilidade ao realizar oficinas com robótica, uso de práticas de tecnologias alternativas e parcerias com colaboradores da região, startups, escolas e universidades. O objetivo é garantir a distribuição de água para os espaços da escola e para vivências pedagógicas, como aulas experimentais e hortas.

Educador responsável: Alexsandro Alberto da Silva

Equipe: Ailton de Souza Lima Brito, Ana Paula Grijp Xavier, Cláudio Nunes da Costa, Edmar Roberto Sobreira Almeida, Jackson Atos Ferreira de Souza, Luís André Jacinto, Vilma Amaral de Souza

Escola: Escola Municipal de Tempo Integral São Sebastião - Jaboatão dos Guararapes (PE)

Itavivo

Com o desafio de criar novos espaços-vivências de aprendizagens para os alunos, a proposta da equipe é integrar a escola com o Parque Natural, onde está localizada, para promover trocas de experiências entre a escola e a comunidade, e para a inclusão de educação ambiental no projeto didático escolar. Como resultado propõe a criação de um Espaço Maker, de uma estufa e de um ambiente de lazer.

Educador responsável: Ewerlline Karen Brito de Oliveira Martiniano

Equipe: Martamiria Delmiro dos Santos Ferreira

Escola: Escola Municipal Constâncio Maranhão - Vitória de Santo Antão (PE)



Fonte: Analista Sênior Comunicação Externa