Caminhada Ecológica Jeep leva consciência e exemplo sustentável à comunidade de Goiana


Acontece nesta quarta-feira (5), no município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife, a primeira edição da Caminhada Ecológica Jeep. O evento, que segue das 9h às 12h, tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância do descarte adequado de resíduos.

A ação é uma Parceria da Jeep com a Prefeitura de Goiana através da Secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente e da Secretaria de Políticas Sociais. Todo material recolhido durante a caminhada será encaminhado para a Ilha Ecológica Jeep, para destinação ambientalmente adequada.

A Caminhada, que envolve a comunidade do entorno e funcionários do Polo Automotivo Jeep, é parte da Semana de Meio Ambiente e também é uma forma de mostrar um bom exemplo: como a Jeep e seus parceiros atuam no dia a dia para proteger o meio ambiente e conviver com ele de forma sustentável, com redução na geração de resíduos e promoção da reciclagem.

“Na Jeep, a preocupação com o meio ambiente é fator primordial em todas as nossas atividades. Com a Caminhada Ecológica, queremos envolver a comunidade de Goiana e expandir nossas ações para além dos nossos muros”, comenta o Gerente de EHS da Jeep, Alex Lanza. O evento começa na praça João Pessoa e segue pelas vias do entorno. A programação inclui jogos ambientais, distribuição de brindes ecológicos e mudas de espécies nativas e a caminhada, com coleta de resíduos e sensibilização da população acerca do tema.

SUSTENTABILIDADE JEEP

Operando em Goiana desde abril de 2015, o Polo Automotivo Jeep já produziu mais de 600 mil veículos dos modelos Jeep Renegade, Jeep Compass e picape Fiat Toro. Desde a sua concepção, o Polo foi pensado para ser uma referência em sustentabilidade.

É Carbono Neutro (pioneiro no setor automotivo na América Latina e bechmark no Grupo FCA no mundo) e Aterro Zero (100% dos resíduos gerados no Polo são enviados para reciclagem e reutilização).

Todos os resíduos gerados no Polo Automotivo Jeep, incluindo o Parque de Fornecedores, vão para a Ilha Ecológica, uma área de 3 mil metros quadrados onde os materiais têm destino certo.

Após triagem, compactação ou trituração, são enviados para reciclagem e reutilização. São 70 profissionais, em três turnos de operação, que atuam no gerenciamento de 6,4 mil toneladas mensais de 114 tipos de resíduos diferentes.



FONTE: GIRO MATA NORTE