terça-feira, 7 de maio de 2019

Prefeito de Goiana entre a renúncia e o impeachment


Goiana, na mata norte de Pernambuco está vivendo um dilema nos últimos dias com rumores de uma provável renúncia do Prefeito Osvaldinho (MDB) que já havia pedido licença para tratamento de saúde em fevereiro de 2018 e voltou ao cargo em agosto do mesmo ano. No entanto, mesmo com o boato da renúncia do Prefeito que disse que "o povo estava reclamando tanto da buraqueira da cidade que as mulheres estavam todas com os peitos moles de tanto balançar e isso não ia acontecer mais porque ele (Osvaldinho) vai asfaltar a cidade" disse a uma rádio local, deve mesmo sofrer um revés na política da cidade.

O fato é que a Câmara de Vereadores de Goiana não vai esperar a boa vontade do prefeito e já preparam um pedido de impeachment do prefeito que de acordo com informações vindas da cidade "não manda em nada, vive o maior tempo em casa e está servindo apenas de enfeite na prefeitura local". O Prefeito que tem 72 anos não tem aguentado tocar a administração da cidade e tem delegado isso a pessoas que não foram eleitas.

Mas não é apenas isso. O Prefeito tem sido conivente com diversos desmandos da cidade. Em agosto do ano passado, houve uma denúncia de superfaturamento no contrato de coleta de lixo na cidade de Goiana, na Região Metropolitana do Recife, provocou a exoneração do controlador geral do município, que teria descoberto o esquema fraudulento. A demissão sumária resultou em uma debandada de secretários municipais da gestão do prefeito Osvaldo Rabelo Filho (MDB).

Hoje o prefeito conta com o apoio de apenas cinco dos quinze vereadores, no entanto dois desses estão prestes a abandonar a desastrosa administração do Prefeito dos peitos caídos.

Impeachment
Dos quinze vereadores da Câmara Municipal, dez já são favoráveis ao impeachment do Prefeito Osvaldinho. Os comentários nos corredores da Câmara de Goiana é de que o município não tem mais condições de ser administrado por um prefeito de enfeite. "O comentário que rolou na cidade é que ele está muito doente e que vai renunciar para poder se tratar. Se isso é verdade ou não, nós não sabemos. O que iremos colocar pra frente é um processo de impeachment contra ele" disse uma abelha dos corredores da Câmara.



FONTE: BLOG DO SILVINHO SILVA