terça-feira, 7 de maio de 2019

Polícia vai indiciar marido por morte de Carol Bittencourt

Jorge Sestini será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar
Jorge Sestini, marido de Caroline Bittencourt, que morreu afogada ao cair de uma lancha durante um vendaval no litoral norte de São Paulo, no dia 28, será indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). A informação foi dada pela pulícia civil de SP, na noite desta segunda-feira (6).

De acordo com as investigações feitas pelo delegado Vanderlei Pagliarini, o empresário assumiu o risco ao aceitar embarcar mesmo após os responsáveis pelo barco dizer sobre os perigos do mau tempo.

Ainda segundo o registro da Polícia Civil, o empresário foi expressamente advertido sobre o risco de tempestade e embarcou, juntamente com a modelo e os cachorros, sem providenciar os coletes salva-vidas para Caroline. Vanderlei afirma que houve ‘negligência’ por parte de Jorge.

“Sabedor do mau tempo que assolava naquele momento a região, especialmente para quem se encontrava a bordo de embarcações de pequeno porte, expressamente advertido a esse respeito, resolveu por lançar-se ao mar, não providenciando ao menos que a vítima utilizasse um colete salva-vidas, como lhe competia, negligência indiscutível que remete aos fundamentos dos delitos culposos”, disse o delegado em trecho inquérito.

Vanderlei Pagliarini contou para o G1 que foi enviado um questionário elaborado com perguntas para Jorge responder e que ele só será indiciado formalmente quando comparecer a delegacia.

A pena, caso Jorge seja condenado por homicídio culposo, é de um a três anos de detenção.



FONTE: FOLHA PE