segunda-feira, 13 de maio de 2019

Polícia Civil promove de encontro mãe e filho, separados há mais de 20 anos


Foi na Zona Rural de Aliança, no “apagar das luzes” do Dia das Mães que Dona Mirian reencontrou seu filho. Há cerca de um mês, Policiais Civis da Delegacia de Condado e da 11ª Desec, durante as investigações de rotina se depararam com Dona Mirian que perguntou aos Policiais se eles tinham como ajudá-la a encontrar seu filho que há mais de vinte anos não sabia sequer notícias. 

Os Policiais coletaram todas as informações possíveis e entre uma investigação e outra, levantaram informes de que o filho de Dona Mirian, Cláudio da Silva Leite, estava morando no Município de Carpina. Contou Dona Mirian que era muito jovem quando se separou do seu, então companheiro José Luis, com quem teve dois filhos. Que na separação, Ela ficou com a menina,Ana Cláudia e Ele, ficou com o menino, Cláudio e desde esse tempo, não se viram mais, e um não sabia o paradeiro do outro. 

Os Policiais se sensibilizaram com a situação e, pediram ajuda ao Malhas da Lei da Polícia Civil da 11ª Desec/ Carpina para localizar Cláudio naquele Município. Durante todo o sábado, dia 11/05, Policiais Civis do Malhas da Lei diligenciaram até que encontraram Cláudio. Quando soube da possibilidade de reencontrar a sua mãe, não titubeou e não conseguiu conter a emoção e a ansiedade. 

Então, os Policiais checaram toda a documentação, Certidão de Nascimento, Carteira de Identidade, além das histórias ouvidas do Pai, da Mãe e de outros parentes e confirmaram tratar-se de *Mãe e Filho*. Ficou combinado para na tarde de hoje, dia 12/05, Dias das Mães acontecer o tão esperado encontro. Policiais Civis foram até a cidade de Carpina, onde apanharam Cláudio, sua esposa Emanuelle, seu Pai José Correia e a Mãe adotiva de Cláudio, Dona Maria de Lourdes e seguiram para a Cidade mais próxima, Condado, e de lá, seguiram para o endereço de Dona Miriam onde, constatamos o reencontro de Mãe e Filho, depois de tanto tempo separados, banhado de muita emoção e alegria. 

A Polícia civil de Pernambuco, cumprindo seu Papel institucional, mas não deixando de lado o calor humano, o sentimento e a emoção de ajudar as pessoas a conquistar seus sonhos.


FONTE: GIRO MATA NORTE