quarta-feira, 8 de maio de 2019

Ex-presidiário é preso por matar namorada com toalha em motel em Gravatá

Conhecido como Nego Lau, o suspeito foi preso pouco tempo depois, em Bezerros

Um ex-presidiário foi preso em flagrante por feminicídio pouco tempo depois de matar a namorada de 18 anos asfixiada com uma toalha em um motel às margens da BR-232, em Gravatá, no Agreste de Pernambuco.

Conhecido como Nego Lau, o homem, que possui passagens no sistema prisional por tráfico de drogas e receptação, confessou ter matado a companheira, identificada como Maria Luiza da Silva Ferreira, aos policiais militares que atenderam a ocorrência. O crime ocorreu por volta das 4h dessa segunda-feira (6).

Os dois teriam iniciado uma discussão em um bar e depois seguiram para o motel, onde Nego Lau enforcou a mulher. Ele ainda arrastou o corpo da vítima até o banheiro para que não fosse notado pelos funcionários do estabelecimento. A prisão ocorreu em Bezerros, também no Agreste, para onde o homem foi após ter cometido o crime.

Uma tatuagem com o nome da mulher próxima à sobrancelha esquerda do suspeito chamou a atenção dos policiais. O suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de feminicídio. O caso será investigado pela Delegacia de Gravatá, sob a responsabilidade do Delegado Álvaro Grako.




FONTE: FOLHA PE