Após polêmica sobre seios de mulheres, prefeito de Goiana recebe voto de repúdio na Câmara de Vereadores

Entrevista à Rádio Goiana FM (de sua propriedade) transmitida na terça (30/04) gerou repercussão na cidade.

No início da tarde desta terça-feira (07), a Câmara de Vereadores de Goiana aprovou - por 12 votos a 2 - o requerimento nº 0061/2019 sobre o voto de repúdio contra o prefeito Osvaldo Rabelo Filho. Na entrevista concedida à Rádio Goiana FM (de sua propriedade) transmitida na terça (30/04), o gestor acabou ofendendo as mulheres goianenses ao mencionar que "estavam reclamando tanto da buraqueira, que os peitos das mulheres aqui em Goiana estavam ficando moles, de tanto balançar".

Logo após a sua entrevista, o trecho foi amplamente divulgado nas redes sociais e ainda foi pauta de canais de TV, como TV Globo e TV Jornal, além da mídia local (blogs e emissoras de rádio).

O vereador André Rabicó, autor do requerimento, afirmou que os vereadores foram abordados por várias pessoas após a entrevista do prefeito, em sua maioria, mulheres, solicitando da Câmara um posicionamento da Casa José Pinto de Abreu sobre o ato desrespeitoso e chulo referido às munícipes. "Que o prefeito, como chefe do Executivo, possa pensar primeiro antes de falar algo que possa ofender um goianense", declarou.

A única vereadora da cidade, Olga Sena, demonstrou estar bastante incomodada e desconfortável pela polêmica criada e mencionou que as mulheres goianenses se sentiram bastante ofendidas e desrespeitadas pela forma grosseira e pejorativa utilizada pelo prefeito Osvaldo Rabelo Filho em sua emissora de rádio. "É muito triste e desconfortável para todas as mulheres, filhas de heroínas de Tejucupapo, em pleno mês das mulheres, passar a ser sinônimo de piada para todo o estado de Pernambuco. É um verdadeiro horror! Um absurdo! É inadmissível que um prefeito se posicione dessa forma com as mulheres goianenses", criticou.

Apenas os vereadores Flávio Fuba e Irmão Jairson votaram contra o voto de repúdio, além de tecer elogios ao prefeito Osvaldo Rabelo Filho.



FONTE: BLOG ANDERSON PEREIRA