terça-feira, 9 de abril de 2019

Em Brasília, Paulo deve ter previdência na pauta

Siqueira quer ouvir governadores antes de convocar diretório

Presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira acredita que a Reforma da Previdência proposta pelo governo Jair Bolsonaro “não resolve nada”, ainda que os estados, a exemplo de Pernambuco, guardem déficits relacionados às aposentadorias. O dirigente, no entanto, vai realizar consultas aos governadores e senadores socialistas antes de convocar reunião do diretório para tratar do tema. A ausculta inclui o governador de Pernambuco, Paulo Câmara. “Eu quero ouvi-lo sobre a questão da previdência. A opinião majoritária da bancada é favorável ao fechamento de questão. Quero ouvir governadores e senadores”, observa, à coluna, Carlos Siqueira. Na semana passada, ele reuniu a bancada federal e dois terços dos deputados socialistas defenderam fechar questão contra a reforma.

Os três governadores da sigla chegaram a procurar Siqueira juntos, mas não foi possível haver reunião, uma vez que o presidente precisou resolver problema de saúde na família na ocasião. Após ouvir Paulo Câmara, Renato Casagrande (ES), João Azevedo (PB) e os senadores, Siqueira deve convocar reunião do diretório, o que está previsto para ocorrer no próximo dia 25. O governador de Pernambuco embarcou, ontem, para Brasília, onde terá agenda administrativa com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. As conversas internas no PSB, no entanto, estarão no radar. Paulo só retorna amanhã.

Taxação de patrimônio x tributária
Danilo Cabral ainda vai ter uma conversa com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, sobre o tema, mas já aposta na chance de sua proposta de taxação de grandes fortunas tramitar junto com a Reforma Tributária, que já está no radar no Congresso.

Números > Danilo cita dados da Receita Federal: “No Brasil, existem 25.800 declarantes do Imposto de Renda e que são isentas, que têm um patrimônio acumulado de R$ R$ 1,3 trilhão”.

Os isentos > Danilo prossegue: “A soma do patrimônio dessas pessoas representa o que tem 53% do povo brasileiro, que ganha até cinco salários mínimos. Ou seja: ‘É uma média de patrimônio de R$ 50 milhões. O que nós queremos? Que esse povo pague o imposto’”.

Cálculos > 
“Vamos cobrar apenas 5% no que passar de R$ 20 milhões. Se somar essa proposta com propostas de cobrar sobre lucros e dividendo, vamos ter uma arrecadação anual da ordem de R$ 120 bilhões”. Em 10 anos, realça ele, vai ter mais do que o R$ 1 trilhão que Paulo Guedes quer.

Regressiva - Em meio a críticas ao tempo que o PSB está à frente do governo de Pernambuco, um deputado estadual, em reserva, ironiza: “Em São Paulo, o PSDB está há 24 anos. Aqui ainda faltam oito para completar”.

Agenda... > De 14 a 16 de abril, o 16º Encontro Nacional do Fórum de Secretários de Meio Ambiente das Capitais Brasileiras - CB27, que explora a energia sustentável e eficiente nas capitais, será realizado em Florianópolis. O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife, José Neves Filho, estará presente.

...ambiental > O encontro reúne titulares da pasta nas 26 capitais brasileiras e no governo do Distrito Federal. O objetivo é promover a articulação política e a cooperação buscando soluções para os problemas ambientais comuns.



FONTE: FOLHA PE