Começa Campanha de Vacinação; prioridade é para gestantes e crianças

Até o dia 17 de abril serão imunizados prioritariamente crianças entre 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias; Mobilização foi lançada pela Secretaria de Saúde na Upinha do Alto do Pascoal, na Zona Norte do Recife

Começou nesta quarta-feira (10) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Como principal novidade deste ano, a ampliação do grupo de crianças no público-alvo. Até o dia 17 de abril serão imunizados prioritariamente os pequenos entre 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias - anteriormente, por recomendação do Ministério da Saúde, eram apenas os menores de 5 anos. No Recife, a mobilização foi lançada pela Secretaria de Saúde na Upinha do Alto do Pascoal, na Zona Norte da cidade.

O secretário municipal de saúde, Jailson Correia, presente na abertura da campanha, ressaltou a importância de levar o cartão de vacinação aos postos de saúde. “Trazer o cartão permite que seja feita a atualização das vacinas. Todo período de campanha é período de atualização. Vacinação é uma atividade de todos os dias, todos os anos”.

Ainda de acordo com o secretário, a campanha foi dividida em fases por pedido do Ministério da Saúde. “O Ministério solicitou que fosse feita uma priorização de gestantes e crianças nessa primeira fase da campanha. Estimamos cerca de 372 mil recifenses nos grupos prioritários e 90% disso é a nossa meta”, completou. Em 2018, 100% do público-alvo foi imunizado na Capital pernambucana.

A coordenadora do Programa de Imunização do Recife, Elizabeth Azoubel, destaca que pessoas com febre devem evitar tomar a vacina enquanto apresentar o quadro febril. “Essa vacina de gripe é bem tolerada e não causa grandes reações”.

No Dia D, que será em 4 de maio, todos os 170 postos da prefeitura estarão abertos para a campanha. “Aproveitamos o Dia D para abrir postos em locais de grande demanda para alcançar a meta”, acrescentou Elizabeth.

A mãe do pequeno João Miguel, de 1 ano e 3 meses, a dona de casa Gleice Kelly Cabral, de 32 anos, aproveitou o primeiro dia da campanha para ir à Upinha do Alto do Pascoal vacinar o filho. “Fico bem atenta para proteger o meu filho. Vim logo no primeiro dia para prevenir e não deixar para última hora porque a gripe está demais”, disse.

Dhayane Maciel, de 26 anos, está grávida de seis meses e aproveitou a ida à unidade de saúde para participar da campanha. “É importante receber a vacina. Vim para a consulta pré-natal e vou aproveitar”.


Demais grupos
A partir do dia 22 de abril, também serão imunizados os demais grupos prioritários: pessoas com 60 anos ou mais, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em cumprimento de medidas socioeducativas, detentos e funcionários do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Influenza
A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos. Após contato com superfície recém-contaminadas, o agente infeccioso pode ser levado diretamente à boca, aos olhos e ao nariz.

Complicações clínicas ou morte podem acometer as pessoas do grupo de alto risco. Crianças de até seis anos são as principais fontes de transmissão do vírus, que pode ser eliminado em até três semanas.

Sintomas: início súbito de febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, mal-estar, dor de garganta e coriza.



FONTE: FOLHA PE