Vereadores criam CPI para investigar mesa diretora, em Aliança


Após ser alvo da Operação Anti-corrupção II, realizada em dezembro do ano passado, onde cerca de 12 mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Civil onde apontou a existência de funcionários fantasmas. 

O esquema envolvia os crimes de falsificação de documentos e peculato. Ontem (18), durante uma sessão extra-ordinária, realizada na Câmara de Vereadores da cidade foi aprovada a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os crimes praticados, apontados pela operação Anti-corrupção. 

Dos 11 parlamentares apenas seis compareceram à reunião. A sessão foi presidida pelo vereador Dindô (PSB), que ocupa a primeira secretaria na mesa. Em exércicio o presidente deu início a sessão, no qual foi aprovada a criação da comissão. 

André Empreiteiro (PP); Uitanaan (PSD); Beto de Didi (PV); Júnior do Padre (MDB); e Edilene (PDT) foram os vereadores presentes a sessão.


FONTE: GIRO MATA NORTE