Polícia descobre plano para matar prefeita de Glória do Goitá


Um grupo teria sido contratado para assassinar a prefeita da cidade de Glória do Goitá, Adriana Paes (PR). O caso só foi descoberto após um dos contratados para participar da ação deletou todo o plano. 

O menor teria usado as redes sociais para contar com seria a ação e quem teria contratado o bando. Além da prefeita um policial militar, identificado como André, também seria morto, por estar atrapalhando as vendas de um traficante da cidade. 

Para contar a ação o menor teria usado um perfil no Facebook e teria publicado prints de conversas, onde é convocado para as ações. O menor iria acompanhar a prefeita e o PM, passando informações para o grupo, que praticaria o crime. Nas publicações o nome do ex-presidente da câmara da cidade, Lívio Amorim, aparece como o possível contratante do crime. 

Em nota a Polícia Civil informou que Adriana Dornelas Câmara Paes registrou um boletim de ocorrência, na delegacia de Vitória de Santo Antão, de ameaça contar sua vida nas redes sociais. Um inquérito policiais foi instaurado, dando início às investigações. Até o momento já foram ouvidas várias pessoas e um aparelho celular foi apreendido para realizar uma perícia.


FONTE: GIRO MATA NORTE