segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Para Maju, infelizmente uma negra no JN ainda é notícia

Apresentadora estreou na bancada do telejornal da Globo no último sábado

A jornalista Maria Júlia Coutinho, 40, fez sua estreia na bancada do Jornal Nacional na noite de sábado (16) e se tornou a primeira mulher negra a apresentar o programa da Globo. Pouco antes da estreia, em entrevista ao Gshow, ela destacou: "eu quero que isso não seja notícia daqui a um tempo. É um simbolismo grande, estou muito feliz, mas espero que esse simbolismo gere uma prática, e que elimine qualquer manchete".

Ao lado de Rodrigo Bocardi, ela comandou a edição histórica do telejornal e se divertiu na hora da previsão do tempo."Agora eu vou passar por uma situação super inusitada", brincou Bocardi quando foi chamar Tiago Scheuer para falar sobre as temperaturas deste domingo (17). Ele então convidou Maju para ir até a tela onde estava o jornalista. "Tem mais chuva prevista?", ela, que é quem normalmente faz a previsão no telejornal, perguntou.

Scheuer aproveitou a ocasião para desejar sorte a Maju. "Bem-vinda, boa sorte e ainda mais sucesso para você", disse. Em quase 50 anos de história do Jornal Nacional, Heraldo Pereira foi o único negro na bancada do programa. A estreia foi em 2001, mas sua presença tem sido cada vez menor desde que virou apresentador na GloboNews.

Entre as mulheres, jornalistas negras como Glória Maria e Zileide Silva já fizeram parte do Fantástico e do Jornal Hoje, respectivamente, mas nenhuma chegou a assumir a mesa do Jornal Nacional.

Em entrevista a reportagem, Maju disse que sua estreia no programa seria simbólica e representativa. "Fico honrada e feliz por fazer parte de uma bancada com tan ta credibilidade como a do JN", completou.

Conhecida do público por falar sobre a previsão do tempo na segunda edição do SPTV e, desde 2015, no próprio Jornal Nacional, Maju agora entra para o time de profissionais que se revezam na atração aos sábados e feriados, quando William Bonner e Renata Vasconcellos estão de folga.

Rodrigo Bocardi, Dony de Nuccio, César Tralli, Sandra Annenberg, Ana Luiza Guimarães, Flávio Fachel, Monalisa Perrone e Ana Paula Araújo completam a escala. Antes de entrar no ar, Maju foi tietada por colegas de trabalho, que celebraram sua estreia com publicações nas redes sociais.

O casal de repórteres Pedro Figueiredo e Erick Rianelli postou fotos ao lado da jornalista e não poupou elogios a ela. "O JN de hoje é imperdível. A apresentadora é essa colega talentosa, linda e muito carismática. Orgulho de trabalhar no mesmo lugar", escreveu o último.

A também repórter Ana Paula Santos disse que estava alegre e desejou boa sorte à amiga. "Arrebenta, Maju! O boa noite desta vez será representativo. "No começo da semana, o próprio William Bonner deu boas-vindas à jornalista. "Enfim, uma notícia para alegrar todo mundo. História de talento, de dedicação, de conquista. História. A equipe e a bancada do JN dão as boas-vindas", escreveu.



FONTE: FOLHA PE