Jarbas e Armando podem ter foco no longo prazo: 2020

'Tem muita gente incomodada, da própria bancada governista', observa Silvio Costa Filho

Aliado de primeira hora do senador Armando Monteiro, o deputado federal Silvio Costa Filho, ao comentar o encontro recente do senador Jarbas Vasconcelos com o ex-senador Armando Monteiro Neto, adverte o seguinte: "Tem muita gente incomodada, da própria bancada governista, da própria base do governo Paulo Câmara, incomodada com essa relação com o PT". Silvio analisa assim: "Está muito cedo para tratar de eleição, mas, inevitavelmente, a gente está vendo aí que, cada vez mais, o PSB está próximo ao PT e vice-versa. 

A tendência é que o PT, junto com candidato do PSB a prefeito do Recife, estejam juntos e, quer queira ou quer não, tem muita gente incomodada da própria bancada governista". E, aí, assinala: "Não é nenhum movimento para 2020, mas é natural que, na hora certa, essa reflexão possa ser feita por todos os partidos e por alguns partidos que estão na base". Silvio fez as colocações em entrevista à Rádio Folha FM 96,7 ontem. 

Para o MDB, a aliança do PSB com o PT na corrida de 2018 já não gerou uma situação confortável. A sigla é presidida no Estado pelo deputado federal Raul Henry, que já concorreu à Prefeitura do Recife. O senador Armando Monteiro Neto, por sua vez, deixou o Senado, mas não se furta a cuidar de um processo de reorganização da oposição no Estado rumo a 2020. E foi com ele que Jarbas Vasconcelos escolheu ter sua primeira agenda oficial após ser empossado. 

O encontro tem uma simbologia. Em política, os gestos falam muito. Após o emedebista conversar com Armando, ficou determinado que "novas reuniões de alinhamento de pauta entre as equipes de Armando e Jarbas devem acontecer nas próximas semanas". Desde a eleição, o PSB vem fazendo acenos, cada vez mais intensos ao PT. Na bolsa de apostas de lideranças e parlamentares, os petistas devem apoiar uma candidatura do PSB no Recife no próximo ano. No campo das oposições, ainda não se definiu a estratégia, mas a tese de múltiplas candidaturas pode ser uma alternativa. E nada impede que o MDB possa construir um projeto majoritário próprio até lá.

Só lembrando das cotas
Ainda sobre o encontro de Jarbas com Armando Neto e a relação entre PT e MDB na base de Paulo Câmara, uma fonte palaciana adverte: "É bom lembrar que ambos participam do governo".

Só observo > Na esteira, outra fonte palaciana grifa: "O Congresso aposentou Armando". Refere-se ao boletim do Senado contendo atos de concessão de aposentadoria a ex-senadores, incluindo: José Agripino, José Pimentel, Armando, entre outros.

Apoio > "A Confederação Nacional dos Municípios vai defender a Reforma da Previdência. Nós entendemos que a reforma é decisiva para o Brasil. A União, os estados e municípios precisam disso. Isso vai criar clima bom para novos investimentos". A fala é do presidente da CNM, Glademir Aroldi, que esteve, ontem, na primeira Assembleia de 2019 da Amupe.

100 dias >
A CNM antecipou a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios para que o evento coincida com os 100 primeiros dias do governo Jair Bolsonaro. Será de 8 a 11 de abril. Bolsonaro já confirmou presença com os ministros, segundo Glademir Aroldi.

States > Chefe da assesoria especial do governador Paulo Câmara, Antônio Figueira, segundo o Diário Oficial, afastou-se, entre 31 de janeiro e 6 de fevereiro, para cuidar de "assuntos de interesse particular nos Estados Unidos sem ônus para o Estado".
Sendo assim, quem substituiu Figueira foi o secretario executivo de Desenvolvimento de Projetos, Pedro Arraes de Alencar. O período de afastamento se encerra hoje.



FONTE: FOLHA PE