segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Durante a gestão do "Bom Tempo": Falta de manutenção em ambulâncias faz SAMU Goiana paralisar atendimento por 3 dias


A unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Goiana foi desativada pela terceira vez (em menos de um ano e meio), na manhã da última quarta-feira (23/01). A única viatura disponível à população teve que ser desativada pela falta de manutenção e reparos da Prefeitura de Goiana. 

Segundo informações obtidas, a partir do sábado (26), as ambulâncias finalmente foram reativadas mas não apresentam as mínimas condições de oferecer um serviço de qualidade. "São veículos que rodam muito e não tem parada. A gente precisava da manutenção preventiva, que não estamos tendo, e isso está ocasionando quebras constantes. Geralmente há apenas um serviço paliativo, mas depois de alguns dias a viatura quebra de novo. Diariamente socorremos inúmeras vítimas e a gente vê uma situação que coloca em risco a vida dessas pessoas e também de todos os funcionários", explicou um profissional do SAMU, que preferiu não se identificar por medo de represálias.

Mesmo diante do caos administrativo da gestão do ex-prefeito Fred Gadelha, no ano de 2014, o SAMU Goiana contava com 5 viaturas (sendo 3 básicas, 1 UTI e 1 motolância). Atualmente, mesmo o município arrecadando mensalmente aproximadamente R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais), o SAMU Goiana possui apenas uma viatura (UTI) e, que até o início da manhã do sábado (26), nenhuma unidade móvel encontrava-se disponível.

Afinal, esse tipo de problema recorrente é sinônimo de incompetência, irresponsabilidade ou falta de compromisso com o dinheiro da população? Uma vez que os profissionais de saúde também estão correndo risco de vida já que ao socorrer vítimas em viaturas - sem a devida manutenção - podem provocar novos acidentes?



FONTE: BLOG DO ANDERSON PEREIRA