quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Após febre, quadro de Bolsonaro melhora e ele volta a ingerir líquidos


Um dia após ter apresentado febre, o presidente Jair Bolsonaro teve uma melhora no estado de saúde nesta terça-feira (5/2). De acordo com a equipe médica, Bolsonaro está sem febre ou dor e houve até uma redução da coleção líquida no abdome.

Ainda segundo os médicos, o presidente também apresentou um aumento da movimentação intestinal. Com isso, ele pôde começar a ingerir líquidos.

Pelas redes sociais, o presidente mostrou que seuge fazendo exercícios de fisioterapia.

Bolsonaro, porém, segue internado na unidade semi-intensiva do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, tomando antibióticos e com um dreno no abdome. As visitas ao presidente também seguem restritas.

Alta
Na terça-feira, o porta-voz da Presidência, Otávio de Rêgo Barros, afirmou que Bolsonaro não terá alta antes dos próximos sete dias. Inicialmente, a previsão do Palácio do Planalto era de que o presidente pudesse voltar a Brasília nesta quarta-feira (6/2).

Rêgo Barros não descartou a realização de uma nova cirurgia, mas disse que essa possibilidade não é considerada no momento. O porta-voz também afirmou que a equipe presidencial não considera a possibilidade de um novo afastamento do cargo de presidente. O afastamento só ocorreria em caso de orientação médica.

"Obviamente que quarta-feira não será mais o dia de alta do nosso presidente", declarou o porta-voz. "Se a partir de hoje já contarmos um prazo, esse prazo não será antes desses sete dias, que é exatamente o tempo de ação do antibiótico para debelar eventual infecção que possa ser gerada."


FONTE: AGÊNCIA ESTADO / DIÁRIO PE