quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Pequenas empresas serão qualificadas para se tornarem fornecedores da Jeep

Sebrae-PE vai oferecer cursos de aperfeiçoamento para que empresas atendam normas do Polo Automotivo de Goiana

Pequenas e médias empresas de Pernambuco vão se qualificar através do Sebrae para se tornarem fornecedores de produtos e serviços do polo automotivo FCA/Jeep, em Goiana, Zona da Mata Norte do Estado. O segundo ciclo do chamado Projeto de Desenvolvimento de Fornecedores, foi lançado nesta quarta-feira (16), no Recife, e envolve 50 empresas de áreas diversas como metal/mecânica, gráficas e locadoras de veículos.

Para se tornar um parceiro da Jeep as empresas devem atender uma série de requisitos, dependendo da área de atuação, e que vão desde a regularização tributária e financeira a compromissos de gestão ambiental. “As empresas candidatas passarão por capacitação em aperfeiçoamento nas áreas de gestão, inovação, marketing, processos ambientais, e consultorias nas áreas financeiras com informações de acesso a linhas de crédito para investimento e capital de giro”, diz Maria Cândida Moreira, analista do Sebrae-PE.


FORNECEDORES

Ao final do processo de qualificação, com duração de dois anos, estas empresas irão integrar o banco de fornecedores locais da planta FCA/Jeep, que também envolve o Supplier Park, conjunto de empresas fornecedoras de componentes para a linha de montagem da FCA/Jeep. Segundo Cândida Moreira, o investimento das empresas nos cursos de qualificação ficará em torno de R$ 3 mil.”Sem contar os investimentos que cada empresário poderá ter que fazer para adequar o seu negócio”, complementa a analista do Sebrae.

O empresário Sidney Valente participou do primeiro ciclo de desenvolvimento de fornecedores, realizado entre 2015 e 2017 e hoje colhe os frutos. Proprietário de uma empresa que produz rótulos e etiquetas, o empresário nunca havia trabalhado para o setor automotivo antes; investiu R$ 600 mil para melhorar seu processo produtivo e atender as exigências da FCA/Jeep. Hoje ele fornece etiquetas não só para a planta de Goiana mas conquistou novos clientes na indústria automobilística fora do estado. “Crescemos 30% nos últimos dois anos, valeu muito a pena”, afirmou Sidney Valente.

Segundo o Sebrae, 56 empresas participaram do primeiro ciclo de desenvolvimento de fornecedores e 45 foram certificadas. Dessas, 21 empresas firmaram parcerias com as fábricas do Polo Automotivo e 10 fornecem hoje diretamente para a FCA/Jeep. “Desde que o Polo Automotivo Jeep começou a operar, há quatro anos, em Goiana, tivemos como objetivo desenvolver a cadeia de fornecedores locais. Tivemos um bom resultado no primeiro ciclo do projeto e agora queremos ampliar ainda mais essa parceria”, afirma Júlio Alves, gestor de compras do Polo.


FONTE: JC ONLINE