Hospital Ermírio Coutinho pode fechar as portas


O Hospital Regional Ermírio Coutinho, em Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, está em estado de alerta. A unidade, a maior do município, corre risco de interromper os serviços caso não sejam regularizados os repasses da Secretaria Estadual de Saúde (SES). 

A direção estima que os recursos disponíveis só são suficientes para manter o hospital funcionando por mais dez dias. Cinco mil pacientes da região podem ser afetados se a situação não for resolvida. O hospital recebe cerca de R$ 1,1 milhão por mês da SES e mais R$ 600 mil do Sistema Único de Saúde (SUS). “Os repasses do estado estão dois meses atrasados. 

Nosso hospital é responsável por todos os atendimentos de urgência, emergência e os partos da Mata Norte. Sei das dificuldades que o governo está enfrentando, mas como poderemos manter todos os funcionários e pagar as despesas de manutenção sem receber esse recurso?”, questiona o diretor da unidade, Francisco Madeiros. 

Segundo Francisco, o pagamento da verba do SUS está regularizada e o hospital deve apenas o salário de dezembro aos funcionários. “Conseguimos pagar o salário de novembro e o décimo-terceiro com as reservas que tínhamos”, explica. Caso a unidade não receba o valor da SES, terá que funcionar atendendo apenas os casos de emergência. Não é a primeira vez que a unidade passa por dificuldades. 

Em 2016, o Ermírio Coutinho enfrentou situação semelhante.Procurada, a SES negou que a verba estejam em atraso. Segundo o órgão, o repasse ao Ermírio Coutinho será realizado ainda nesta quinta-feira (10). Confira abaixo a nota completa: “A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informa que não procedem os boatos de restrição do atendimento no Hospital Ermírio Coutinho, localizado em Nazaré da Mata. 

A unidade está atendendo normalmente à população. A SES esclarece, ainda, que mantem o diálogo permanente com a direção do Hospital e que o repasse ao serviço está sendo feito hoje”.


FONTE: GIRO MATA NORTE