Carpina: Promotoria suspense funcionamento da Zona Azul por 45 dias


45 dias é o tempo em que a empresa Zona Azul Rápida (ZAR), que administra o estacionamento rotativo em Carpina terá para se adequar as recomendações realizadas pelo promotor, Guilherme Graciliano, emitidas na manhã de hoje (27), na Promotoria de Justiça da cidade. 

Participaram da reunião vereadores, representantes da prefeitura, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Empresários e comerciantes. 

Proposta inicialmente pela OAB a ida ao Ministério Público ganhou força, após propagação nas redes sociais. Um inquérito civil público foi instaurado, pelo promotor, após reclamações de moradores. 

O promotor recomendou a suspensão pelo prazo de 45 dias para a empresa apresentar estudo de tráfego e realizar uma campanha educativa. O número de vagas também está sendo questionado. 

A recomendação deverá ou não ser acatada pela prefeitura do município. O promotor emitiu um prazo de cinco dias para que haja uma definição do gestor da cidade, Botafogo (PDT), se acata ou não.


FONTE: GIRO MATA NORTE