Jornalista acusa censura e pede demissão após entrevista com Bolsonaro

O candidato do PSL havia pedido para conversar apenas com o âncora do programa, o resto da bancada permaneceu em silêncio

O jornalista Juremir Machado pediu demissão da Rádio Guaíba após ser impedido de fazer perguntas ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) durante programa ao vivo transmitido na manhã desta terça-feira (23).

"Nós podemos dizer que o candidato nos censurou? Por que não podiamos fazer perguntas?" perguntou o jornalista após a participação de Bolsonaro no quadro comandado por Rogério Mendelski. O âncora discordou e afirmou que o estilo de entrevista havia sido um pedido do candidato."Eu achei humilhante e por isto estou saindo do programa. Foi um prazer trabalhar aqui por 10 anos" disse Juremir ao deixar a bancada.



Mendelski lamentou o ocorrido e perguntou aos outros participantes do quadro o que haviam achado da entrevista. Jurandir Soares classificou o pedido do postulante pelo PSL como "normal", já Voltaire Porto limitou-se a dizer "eu preciso trabalhar, né? Preciso do emprego."




Confira: 




FONTE: DIÁRIO PE