Sesi oferece 450 exames gratuitos de mama e próstata em Goiana a partir de hoje (09)



IMAGEM : GOOGLE

Dia     |  Tipo de Exame |  Quantidade

09/07  |     Mama     | 150 exames

11/07 | Mama | 150 exames
                    * Total  300 exames mama*

10/07  | Próstata            |   150 exames

               Total      150 exames próstata

Total de exames em Goiana 450 exames



O programa de prevenção aos cânceres de mama e próstata do Serviço Social da Indústria de Pernambuco (Sesi/PE) retorna à Goiana, como parte das comemorações dos 70 anos da unidade no município. Serão oferecidos 450 exames gratuitos para toda a população, especialmente para os trabalhadores da indústria. Os atendimentos começam hoje (9) e seguem até quarta-feira (11). Confira o cronograma abaixo. Serão distribuídas 150 fichas por dia. Os exames acontecem sempre das 8h às 12h, no Sesi, que fica na Rua Poço do Rei, s/nº, no Centro. Mais informações pelo telefone 0800.600.9606.


Para prevenir o câncer de mama, serão realizados os exames de ultrassonografia e, se necessário, mamografia, nesta segunda (9) e quarta-feira (11). Já para os homens serão oferecidos o ultrassom da próstata e, quando precisar, o PSA, exame de sangue que complementa o diagnóstico da doença, na terça-feira (10). No caso do exame de próstata, será necessário fazer jejum de 4h.


Podem realizar os exames, qualquer pessoa a partir de 40 anos, mas os trabalhadores da indústria terão prioridade no atendimento. Quem tiver menos de 40 anos poderá realizar os exames, desde que possua encaminhamento médico. No caso do exame de próstata, será necessário fazer jejum de 4h.


Para ser atendido basta apresentar o CPF, a carteira de trabalho ou o crachá da empresa onde atua para provar que é trabalhador da indústria e garantir a prioridade no atendimento.


“Não podíamos deixar os 70 anos do Sesi em Goiana passar em branco, por isso decidimos presentear a população da cidade com mais essa ação em prol da qualidade de vida da sociedade goianense, principalmente do trabalhador da indústria da região", afirma o superintendente da entidade, Nilo Simões.


FONTE: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO SESI