Paranaenses são presos no Aeroporto com 70 kg de haxixe

De acordo com a PF, a apreensão é a maior da história. Além da droga, foram recolhidos cartões de embarque, três aparelhos celulares e R$ 4,5 mil
Maior apreensão de haxixe da história da PF em Pernambuco Foto: Divulgação/PF

Três paranaenses suspeitos de tráfico de entorpecentes foram presos em flagrante na tarde dessa terça-feira (27) com 69,8 quilos de haxixe, a maior apreensão dessa droga na história da Polícia Federal em Pernambuco. A prisão aconteceu por volta das 13h no Aeroporto Internacional do Recife, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul da Capital. Foram detidos Rogério Perez Gonçalves, de 30 anos, Simone Amaral dos Santos, de 40 anos, e Ricardo Barbosa Lima, de 33 anos.

Durante fiscalização de rotina no aeroporto, os policias federais identificaram passageiros suspeitos e submeteram suas bagagens a aparelho de raio-x, que identificou objetos retangulares nas malas de Rogério e Simone.
Em interrogatório, os dois, segundo a PF, se contradisseram e, nervosos, não prestaram os esclarecimentos pedidos. Ao abrir as bagagens da dupla, os policiais encontraram 20 tabletes de haxixe, um total de 21 quilos. Eles foram deixados no aeroporto por Ricardo, que dirigia um Chevrolet Cobalt de uma empresa de locação de veículos.

Os policiais foram até a casa dele, em Pau Amarelo, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR), onde localizaram duas bolsas de viagem com mais 46 tabletes de haxixe, totalizando mais 48,8 quilos e uma apreensão total de 66 tabletes e 70 quilos da droga. O carro também foi apreendido, além de cartões de embarque, três aparelhos celulares e R$ 4,5 mil.

O chefe de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, deu mais detalhes sobre o caso. "Eles estavam usando Pernambuco como entreposto. Recebiam a droga, que não é produzida no Brasil. Estavam aliciando pessoas para daqui de Pernambuco para levar para outros estados. Nesse caso específico, para o Rio de Janeiro". Rogério chegou em Pernambuco em 28 de fevereiro, segundo Giovani e recebeu a droga de um estrangeiro. "Se encontrou com um estrangeiro e recebeu a droga em Boa Viagem [na Zona Sul do Recife]. Então ele alugou uma casa e estocou a droga", completou.

Os suspeitos receberam voz de prisão em flagrante e foram encaminhados à sede da Polícia Federal, no Cais do Apolo, no Bairro do Recife, na área central do Recife, e passarão por audiência de custódia nesta quarta-feira (28). O trio não deu mais detalhes sobre quem encomendou o serviço de entregar a droga no Rio de Janeiro.

FONTE: FOLHA DE PERNAMBUCO