EMAF: Do auge a deploração

Escola municipal totalmente destruída, não tem previsão para reformas. 

A Escola Municipal Irmã Marie Armelle Falguieres (EMAF), situada no município de Goiana,  Zona da Mata Norte do estado de Pernambuco, encontra-se em uma situação precária.
O prédio da instituição de ensino,  foi fundado no final do ano de 1988, no fim do mandato do saudoso prefeito Harlan Gadelha,  porém  as atividades pedagógicas tiveram inicio em 1989, na gestão então prefeito Osvaldo Rabelo Filho.


Sua primeira reforma aconteceu em 03 de fevereiro  de 1992, na gestão do ex-prefeito Antônio Carlos, os anos se passaram e em 2005 o prédio da escola passou por uma grande reforma com a construção do segundo bloco da instituição na gestão do prefeito ex-Beto Gadelha, possibilitando que mais alunos utiliza-sem do espaço pedagógico e oferecendo mais conforto.

Depois disso a escola ainda iniciou a construção de uma quadra esportiva na gestão do ex-Prefeito Henrique Fenelon, porém nunca foi concluída.

Ao final do governo do ex-prefeito Fred Gadelha, já era possível identificar problemas estruturais como instalações elétricas expostas e bancas quebradas, no entanto nenhuma providencia foi tomada no primeiro ano da atual gestão.

Nos dias atuais a situação ainda está pior, pisos quebrados, banheiros totalmente depredados, sem nenhuma condições de uso, fios de elétricos exposto com risco choque e curto circuíto, as rampas de acesso para cadeirantes sem condições alguma para alunos  cadeirantes.

Sem contar que o mato toma conta da parte externa, possibilitando ainda mais a preseça de insetos ou animais peçonhentos.

As cadeiras quebradas espalhadas e por todos os lugares passam a sensação de que os alunos terão que sentar no chão para assistir aula e mesmo com todo o descaso, a atual gestão não demonstrou interesse em reestruturar a escola, falando que iria apenas fazer uma recuperação no retelhamento, nos concertos de ventiladores e nos banheiros.