Homens armados assaltam ônibus com funcionários da Jeep em Goiana

Um ônibus que levava funcionários da Fábrica da Jeep foi assaltado na madrugada deste sábado (16), por volta das 2h, na BR-101, em Itapissuma, Região Metropolitana do Recife (RMR). 

O veículo saiu da fábrica em Goiana, Mata Norte, e seguia para Abreu e Lima, na RMR. De acordo com informações da polícia e de testemunhas, sete pessoas armadas invadiram o veículo e abordaram os passageiros, levando seus pertences. Os relatos são de que os assaltantes foram violentos, chegando a quebrar o vidro de uma das janelas e a atingir vários passageiros e o motorista com coronhadas e socos. 

Ninguém foi ferido gravemente. A Polícia Civil afirmou, em nota, que está investigando o roubo e que o caso ficará a cargo da Delegacia de Polícia de Itapissuma. Procurada pela reportagem da Folha de Pernambuco, a Jeep informou que colabora de toda forma possível com a polícia e preza pela segurança dos seus funcionários. 

Segundo um funcionário da fábrica que não quis se identificar, a insegurança na área é constante, principalmente à noite, quando a via é pouco movimentada e sem iluminação. Ainda de acordo com ele, os trabalhadores foram atacados no dia do pagamento, o que pode tê-los feito ficar visados. 

Outro caso No dia 23 de julho deste ano, um homem foi baleado em tentativa de assalto semelhante. Informações da Polícia Militar (PMPE) à época afirmaram que a abordagem se deu por volta das 2h da madrugada, enquanto o ônibus trafegava pela BR-101 norte, na altura de Cruz de Rebouças, em Igarassu, na RMR. Os assaltantes atingiram o veículo com disparos de arma de fogo, um dele acertando o funcionário Jocélio Cândido de Santana, de 45 anos, na perna direita. 

Ele foi levado para a UPA de Igarassu, onde foi atendido e liberado no mesmo dia. Na ocasião, os suspeitos não chegaram a levar quaisquer pertences dos funcionários e fugiram. 

SindMetal Henrique Gomes, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Pernambuco (SindMetal-PE), que representa funcionários da Jeep, diz que já foi pedida uma reunião com a Polícia Militar Pernambuco e a gestão da fábrica e até o momento não houve retorno. “Daqui a pouco infelizmente vamos ter um trabalhador ou trabalhadora morta” diz Henrique. “O que está à vista é uma tragédia anunciada devido a tanto assalto”, afirma.