11º Festival Canavial aproxima Zona da Mata e Sertão

Duas culturas de luta e resistência, o maracatu e o xaxado têm traços em comum que vão além do seu Estado de origem. Criados como um elemento de celebração das classes oprimidas de Pernambuco, as duas manifestações se aproximam ainda mais e tem suas semelhanças evidenciadas no 11º Festival Canavial, que começa nesta sexta-feira e vai até o domingo (19). O projeto é patrocinado pelo Ministério da Cultura e tem apoio das prefeituras de Aliança e Limoeiro, que recebem a programação.


Com o tema “Celebrando o encontro entre cabras e caboclos”, o evento deste ano tem a proposta de estreitar ainda mais os laços entre Sertão e Zona da Mata buscando promover uma troca cultural entre as regiões. “Esse tema simboliza a rede que está se construindo através de produtores e artistas. Dá para perceber isso na programação através da participação de Assisão e do poeta Karl Marx, que vêm do Sertão, e de Adiel Luna, que vem de São Lourenço da Mata, por exemplo. Várias coisas que estão no Canavial vão para o Festival Ser Tão, que vai acontecer em Serra Talhada de 27 a 31 de dezembro. Isso é símbolo desse intercâmbio, que é muito raro e é reflexo da nossa política cultural”, observa o produtor Afonso Oliveira, que também é uma das lideranças do Movimento Canavial.


Divulgação


O grupo de xaxado Cabras de Lampião participam do espetáculo “Cabras e Caboclos”.



Uma das principais atrações do evento será o espetáculo “Cabras e Caboclos”, que foi o primeiro projeto de Andreia Lima aprovado no edital do Funcultura/Governo de Pernambuco. O trabalho é fruto do seu aprendizado no curso de formação de produtores do Método Canavial, idealizado por Afonso, para que as comunidades da Zona da Mata pudessem criar mais ações culturais para a região. “A apresentação promove a junção do Maracatu Estrela de Ouro de Aliança com o grupo de xaxado Cabras de Lampião, de Serra Talhada. É a união de anos de tradição partindo de dois elementos cultuados nas duas regiões”, explica Andreia, sobre o espetáculo que inverte os papéis de caboclos e cangaceiros.


A apresentação será encenada na primeira noite do Festival, no Ponto de Cultura Estrela de Ouro, em Aliança, quando também acontecerá a abertura da exposição fotográfica “Maracatu Estrela de Ouro – 50 anos” e o lançamento do site do grupo, ambos os projetos incentivados pelo Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura e coordenados pela produtora Vanessa Santos. “Esses projetos encerram as comemorações dos 50 anos do Estrela de Ouro, que começaram em 2016, e vêm para completar os registros da história deles”, diz Vanessa, ao esclarecer que o Festival funciona como uma vitrine para os projetos aprovados nos editais e desenvolvidos na Zona da Mata.



Revelação da Mata Norte, Mestre Anderson comandará a ciranda da primeira noite.


Considerado um dos personagens mais promissores da Zona da Mata Norte, Mestre Anderson encerrará a noite de abertura com uma grande Ciranda. Com curadoria conjunta do Ponto de Cultura Estrela de Ouro e dos Cabras de Lampião, em parceria com produtores de Limoeiro, a programação ainda conta com outras atrações como o Afoxé Ylê de Egbá, Coco Popular, Caboclinho 7 Flexas, Afonjah, Quinteto Violado, Trio Nordestino e Patusco.


CONFIRA O ROTEIRO COMPLETO:


ALIANÇA


SEXTA-FEIRA – 15/12/2017


20h – Lançamento do Site Maracatu Estrela de Ouro de Aliança

20h30 – Lançamento do Site do Projeto Estética do Maracatu Rural

21h – Abertura da Exposição do Projeto Maracatu Estrela de Ouro de Aliança

50 anos de tradição – Catalogação do Acervo de Memória


Festa de Terreiro


21h30 – Projeto Cabras e Caboclos com apresentação dos grupos Maracatu Estrela de Ouro (Aliança) e Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada)

22h30 – Ciranda do Mestre Anderson (Nazaré da Mata)

LIMOEIRO


SÁBADO – 16/12/2017


Cortejos – Avenida Santo Antônio

10h – Boi Cara Branca (Limoeiro)

10h – Orquestra Zezé Correia (Aliança)

10h – Tambor Olhos do Tempo (João Pessoa)


Centro Cultural Galpão das Artes


17h – Palestra Afonso Oliveira e Anildomá Willams

Tema: Cabras e Caboclos


18h – Xaxado Cabras de Lampião (Serra Talhada) e Maracatu Estrela de Ouro (Aliança)

Espetáculo: Cabras e Caboclos


PALCO PRINCIPAL – PÁTIO DA FEIRA


20h30 – Maracatu Leão Misterioso (Nazaré da Mata)

21h – Afoxé Ylê de Egbá (Recife)

22h – Maracatu Estrela de Ouro (Aliança)

22h30 – Coco Popular (Aliança)

23h30 – Coco de Umbigada (Olinda)

0h30 – Patusco (Olinda)


DOMINGO – 17/12/2017


CENTRO DE CRIAÇÃO GALPÃO DAS ARTES


17h – Espetáculo – O Perú do Cão Coxo

Autor: Ariano Suassuna

Direção: Charlon Cabral

Grupo Galpão das Artes (Limoeiro)


PALCO PRINCIPAL – PÁTIO DA FEIRA


16h – Caboclinho 7 Flexas (Goiana)

16h30 – Maracatu Águia Dourada (Nazaré da Mata)

17h – Orquestra Curica (Goiana)

18h – Karl Marx (Serra Talhada)

19h – Assisão e Banda (Serra Talhada)

20h – Afonjah (Recife)

21h – Quinteto Violado (Recife)

22h – Trio Nordestino (Rio de Janeiro)