Jeep prepara mão de obra para o futuro

Quando chegou em Pernambuco, a Jeep precisou capacitar centenas de trabalhadores para dar andamento à construção da fábrica de Goiana. Afinal, naquela região da Zona da Mata Norte do Estado, ninguém pensava em montar um automóvel. A maior parte das pessoas estava acostumada mesmo era com a terra. Foi só com a chegada da montadora que muitas delas se capacitaram. 

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) entendeu e ajudou nesse processo, mas agora não quer correr o risco de se deparar com trabalhadores mal qualificados de novo. Por isso, está ajudando na formação escolar das crianças da região, já de olho na possibilidade de esses estudantes se tornarem a sua futura mão de obra. 

“Lá em 2015, fizemos um investimento emergencial e volumoso na formação e na escolaridade das pessoas da área de operação, porque muitas delas não alcançavam os requisitos mínimos de português e matemática. Então, acreditamos que, com esse projeto, vamos passar a receber pessoas mais capacitadas no médio e longo prazo. Lógico que a capacitação técnica na área de produção terá que ser feita, mas as habilidades que vão habilitar as pessoas a concorrer às vagas certamente serão melhores”, explica a coordenadora de relacionamento com a comunidade e sustentabilidade da FCA na América Latina, Luciana Costa, contando que o investimento nesse novo ciclo de capacitação também é expressivo. A expectativa é investir R$ 13 milhões na educação dos municípios que ficam no entorno da Fábrica da Jeep até 2019.

A diferença é que, agora, a FCA não aplica os recursos diretamente nos alunos. Com o novo programa, batizado de Rota do Saber, a montadora está capacitando os professores das escolas municipais do Ensino Fundamental. A ideia é aperfeiçoar o conhecimento e a metodologia de quem forma diariamente centenas de crianças. No programa, que dura três anos, os professores ainda são orientados a replicar essa formação com os colegas. Afinal, depois desse período, a intenção da Jeep é levar o Rota do Saber para outras cidades. Atualmente, o programa já abrange 183 escolas, 1,1 mil educadores e 30 mil alunos de seis municípios.

“Atuamos em Igarassu, Paulista, Goiana e Itambé, em Pernambuco, e em Alhandra e Caaporã, na Paraíba. São cidades em que temos funcionários morando. E muitos deles têm filhos nessas escolas. Então, identificamos filhos de funcionários contemplados pelo programa”, conta Luciana, garantindo que o programa já vem dando resultado, sobretudo em Igarassu, que recebeu o projeto-piloto do Rota do Saber ainda em 2014. “Em Igarassu, um indicador importante, que é o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), já teve resultado. Em 2015, o município teve uma melhoria de 25%, conseguindo alcançar a meta do Ideb. E a expectativa é de mais uma melhora neste ano”, diz. 

A FCA não revelou quais serão os próximos municípios contemplados pelo Rota do Saber, só disse que a área de influência do Polo Automotivo Jeep é composta por 17 cidades, sendo 13 de Pernambuco e quatro da Paraíba. Esta área tem uma população total de 642.995 habitantes e 95.197 empregos formais, com salário médio de R$ 1.736,66, tendo por base o ano de 2015.