PÁS na praça leva o frevo a Goiana

Goiana vai viver um domingo diferente no próximo dia 22. É que nesta data, o Clube das Pás estará trazendo sua tradicional orquestra, cantores, passistas de frevo, porta-estandartes e foliões fantasiados para uma apresentação na Praça 13 de Maio, no centro da cidade, a partir das 17h. Na ocasião, será distribuído material de divulgação do clube e sorteados convites para as festas que a agremiação costuma promover nos finais de semana com atrações locais e nacionais.

Como na Terra do Frevo pouco se fala nesse gênero musical fora do período carnavalesco, o Clube das Pás resolveu lançar o projeto Pás na Praça, cujo principal objetivo é difundir a cultura do frevo em todo o Estado. Fundada em 19 de abril de 1888, em plena folia, a centenária agremiação mantém em atividade na sua sede social de Campo Grande uma escola de frevo, dirigida pela professora Landinha, e que reúne mais de trinta jovens e adolescentes.

Em sua primeira edição, o projeto Pás na Praça conta com apoio da Prefeitura de Goiana, através da Secretaria de Turismo e Cultura.

De acordo com Eduardo Honório, prefeito em exercício de Goiana, “o projeto será muito bem vindo, pois o frevo é de extrema importância para a nossa cultura e a cidade se sente privilegiada em ser a primeira a receber o Pás na Praça”.

Roberto Pereira, secretário de Turismo e Cultura do município, atestou que “Goiana está toda contente em ter sido escolhida para iniciar o projeto, que é um resgate de nossa cultura, indo às raízes do frevo, do passo, da música brega e da praça como elemento da nossa paisagem urbana. O goianense, cheio de alegria, vai ‘na mesma praça, no mesmo banco, no mesmo jardim’, cantar e danças as músicas que tocam a saudade, fazendo a magia da nossa cidade”.

A programação festiva consiste em um show em praça pública, com duração de quatro horas, sendo uma hora destinada à apresentação de passistas de frevo e porta-estandartes. As outras três horas serão ocupadas pela Orquestra das Pás e seus seis cantores, em homenagem a outro patrimônio cultural do Estado – a música brega.

Fonte: Secom/PMG