Humberto Costa denuncia novo ataque contra a Hemobras

Senador avalia, em nota, que Acordo de Transferência de Tecnologia para Obtenção de Hemoderivados e Hemocomponentes, publicado no Diário Oficial do Paraná, confirma denúncia.

Líder da oposição ao Governo do presidente Michel Temer no Senado, Humberto Costa denunciou, nesta sexta-feira (22) o que avalia ser uma nova tentativa do ministro da Saúde, Ricardo Barros, de tentar esvaziar a Hemobras.

Na nota, o senador petista lembrou que o ministro Ricardo Barros, recentemente, tentou levar o Ministério da Saúde a intermediar um acordo de transferência de tecnologia entre o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), vinculado ao governo daquele Estado, e a empresa Octopharma, com a finalidade de instalar uma unidade de produção daquele fator na cidade paranaense de Maringá, sua base eleitoral. 

Tal medida foi imediatamente rechaçada pela bancada federal de Pernambuco, tendo em conta que a Hemobras, localizada em Goiana, já recebeu investimentos superiores a R$ 1 bilhão e seria absolutamente inviabilizada por uma concorrência na área do Fator VIII Recombinante, tendo em conta que o mercado brasileiro não comporta duas fábricas dessa natureza.

Em nota, Humberto aponta que Acordo de Transferência de Tecnologia para Obtenção de Hemoderivados e Hemocomponentes, publicado no Diário Oficial do Paraná desta sexta-feira (22), é uma prova do que denuncia.

O acordo, firmado diretamente entre o Tecpar e a Octopharma, tem o objeto de regular um projeto de transferência de tecnologia para o fracionamento e inativação viral do plasma sanguíneo e produção do Fator VIII Recombinante não modificado em células humanas para obtenção de hemoderivados e hemocomponentes.

“Nesse sentido, quero denunciar mais um ataque violento contra a fábrica da Hemobras, com o claro propósito político-eleitoral de retaliar Pernambuco e inviabilizar a nossa unidade em Goiana, em benefício do Estado do ministro da Saúde”, afirmou o senador, na nota.

Por fim, Humberto Costa informou estar contatando a bancada federal pernambucana para que todos se unam “contra essa nova e desleal investida contra a Hemobras”.


Fonte: Folha PE