Decisão de soltar homem que ejaculou em mulher revolta celebridades

Na decisão, o juiz José Eugenio do Amaral Souza Neto entendeu que o caso não era de estupro, mas de importunação ofensiva ao pudor uma contravenção penal cuja pena é de multa.

Quem abrir o Instagram de celebridades como Fernanda Lima, Eliana, Clarice Falcão e Thaila Ayala pode perceber que fotos bonitas e descontraídas deram lugar à indignação.

A revolta é contra a decisão da Justiça de liberar, na manhã da última quarta-feira (30), o suspeito de estuprar uma passageira dentro de um ônibus que trafegava pela avenida Paulista, na região central de São Paulo, no dia anterior. Diego Ferreira de Novais, 27, foi preso em flagrante e estava detido no 78º DP (Jardins).

Na decisão, o juiz José Eugenio do Amaral Souza Neto entendeu que o caso não era de estupro, mas de importunação ofensiva ao pudor uma contravenção penal cuja pena é de multa. A justificativa seria de que Novais não teria usado de violência ou de grave ameaça para constranger a vítima. "Entendo que não houve constrangimento", conta na decisão.

As hashtags #vergonha e #mexeucomumamexeucomtodas são algumas usadas pelas famosas, que compartilharam textos de indignação. "Unidas somos mais fortes", escreveu a apresentadora Eliana. "Queria postar uma foto linda e feliz mas ta difícil", disse Thaila Ayala.

Homens, como o ator Juliano Cazarré, também se pronunciaram. "Não sei se é burrice, incompetência, machismo ou se é só maldade pura. Deve ser tudo junto. Cadeia pro estuprador e exoneração para o juiz", disse o artista.


Fonte: Folha PE