Jucá trata com Jarbas sobre travessia de FBC

Há expectativa de que Eunício se empenhe em nova conversa com Jarbas

Presidente nacional do PMDB, Romero Jucá foi ao deputado Jarbas Vasconcelos, na quarta-feira (30), no plenário. No sentido de quebrar barreiras, o consultou sobre o ingresso do senador Fernando Bezerra Coelho no PMDB, admitindo a candidatura do ex-governador ao Senado. Em meio ao processo de definições, interlocutores de FBC relatam que o socialista já vinha tentando uma conversa com Jarbas sem sucesso. Deputados fazem uma conta de que, para Jarbas, subir em palanque com o PT, considerando que o PSB avança na reaproximação com a sigla, não seria confortável. Ontem, cresceu, na bancada pernambucana, o volume dos que apostam que, daqui para frente, um entendimento entre Fernando e Jarbas deve ser o caminho mais viável. A construção pode abrir uma lacuna no projeto da Frente Popular, que tem o PMDB, hoje, como maior inquilino do seu condomínio. 

Jucá procurou também o vice-governador e presidente do PMDB-PE, Raul Henry, que encontra-se em viagem à Coreia e à China. Para hoje, há expectativa de que o presidente do Senado, Eunício Oliveira, se empenhe em nova rodada de conversa com Jarbas. Na tarde de ontem, já se avolumavam, na Câmara, os rumores de que teriam avançado os planos de intervenção incensados, há dias, pela cúpula do PMDB. E a movimentação se estenderia aos casos do Paraná (Roberto Requião) e Tocantins (Kátia Abreu), cujos senadores têm agido como vozes contrárias ao governo Temer. No entanto, não se inclui, na lista, Renan Calheiros (AL), de estreita relação com Jucá. Deputados e ministros foram comunicados sobre esses últimos passos. Ontem, durante sessão conjunta do Congresso, uma cena chamou a atenção de parlamentares: Fernando Bezerra Coelho e Romero Jucá deixaram o plenário abraçados e entrosados. Fernando caminha, assim, para fora do PSB de Paulo Câmara um dia após ir à mesa com o governador, como a coluna registrou com exclusividade.

Fernando Filho saiu do grupo
Antes de ir à China, o ministro Fernando Filho saiu do grupo de WhatsApp da executiva estadual do PSB. Reagiu às provocações de três membros em um extenso desabafo. Narrou um histórico das colaborações dadas por seu grupo político ao partido. Citou ponto por ponto, recorrendo à palavra respeito, e se retirou.

Fernando está offline > Antes, na última sexta-feira, antes mesmo de levar falta no congresso estadual do PSB, realizado no domingo, Fernando Filho já havia deixado outro grupo dos socialistas: o "PSB nos municípios".

Convidado > Presidente do Solidariedade, Augusto Coutinho, embora tenha marcado presença na entrega de casas do Minha Casa Minha Vida, registra que não se envolve em movimento de formação de frente de oposição. "Fui ao evento a convite de Bruno Araújo, prestigiar um ministro pernambucano. Não tem relação com aliança para 2018. Na briga do DEM e do PSDB com o governo, o Solidariedade não se envolve", pontua.

OAB...> Diante da Operação Alcmeon, que visa a desarticular a compra e venda de votos e sentenças junto a uma turma do TRF, cujas negociações envolviam desembargadores e advogados, o presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte, posiciona-se. 

...em alerta > "A OAB Pernambuco instaurará procedimentos éticos disciplinares, se houver provas do cometimento de ilícitos por parte de advogados no âmbito do nosso Estado". A operação partiu do Rio Grande do Norte, onde o processo tem curso.

Fonte: Folha PE