Estudante é mordida e esfaqueada por assaltante com suspeita de AIDS


Uma tentativa de assalto terminou com uma estudante esfaqueada e mordida, no início da noite desta sexta-feira, na Avenida Guararapes, um dos principais corredores de tráfego da região central do Recife. Por volta das 19h30, uma moradora de rua abordou a jovem com uma faca para tomar sua bolsa e o celular. A moça, identidade preservada, reagiu. 


As duas entraram em luta corporal, e a situação só foi controlada porque transeuntes interviram e conseguiram tomar a arma branca da suspeita. Ainda assim, a vítima saiu com ferimentos no ombro e mão. De acordo com a Polícia Militar, a moradora de rua teria AIDS e, por isso, a estudante encaminhada ao Hospital Correia Picanço, no bairro da Tamarineira.

“Eu estava indo para o curso e uma senhora colocou a faca na minhas costas e ficou pedindo minha bolsa. Eu falei para ela que eu não tinha nada na bolsa, mas mesmo assim ela ficou mandando eu soltar. Eu peguei a faca com a mão e a gente começou a lutar”, detalhou a estudante. Segundo a jovem, mesmo com ela repetindo que não tinha celular e objetos de valor, a assaltante não a deixou seguir. “Ela tirou a bolsa do meu ombro, e eu fui para cima dela. Puxei minha bolsa e disse que não tinha nada. A gente começou a brigar no chão. 

A faca eu não sei nem onde que estava”, lembrou. A reação arriscada só não terminou em tragédia porque outras pessoas se posicionaram tentando ajudá-la. “Eles tiraram a faca dela. A população me salvou”, concluiu.

A suspeita foi detida pelos próprios populares até a chegada dos policiais militares do 16º Batalhão. Após o socorro da vítima, a suspeita foi encaminhada para a Central de Flagrantes da Capital.