Projeto de restituição de ferido é reprovado em segunda votação na Câmara de Goiana

Após ser aprovado em primeira votação o projeto de lei que restitui os feriados religiosos na Câmara de Vereadores de Goiana, foi colocado em segunda votação nesta terça o mesmo projeto,  em acordo com a montadora italiana, Jeep (Fiat Chrysler) os feriados de Goiana foram privados de suas folgas.

As referidas datas deixaram de ser feriados ainda durante a legislatura anterior, através de um projeto de lei que estava em conformidade com a Carta de Intenções - um documento assinado pelas autoridades municipais e estaduais - que garantia uma série de ações para atrair a Fiat para se instalar em Goiana.

O que parece já estar bem definido, é a intenção de alguns vereadores confrontarem os interesses da Fiat, uma vez que alguns discursos para justificar a volta dos feriados foram claramente contra a classe empresarial. 

Em segunda votação os parlamentares: Olga Sena, Arnaldo Compensado, Beto Gadelha, Ana Silveira, Ramilson,  Eduardo Batista e Amanda Gomes votaram contra, desta maneira, permanece sem alterações o calendário de feriados goianense.