Vereadores de Goiana custarão R$ 10 milhões aos cofres públicos

O reajuste salarial dos vereadores e vereadoras de Goiana, já sancionado em 22 de junho deste ano através da Lei Nº 059/2015, elevou em 50% o salário dos representantes da Casa José Pinto de Abreu. 

O valor, a partir da legislatura 2017-2020, será de R$ 12 mil, podendo chegar até R$ 24 mil se o (a) vereador (a) for presidente do legislativo municipal. 

Em números reais, o aumento dos salários de vereadores e vereadoras de Goiana, custará aos cofres públicos do município da Zona da Mata um montante total de R$ 2.496.000 (dois milhões quatrocentos e noventa e seis mil reais) por ano de legislatura. 

Ou seja, ao final do mandato dos “representantes do povo”, em 2020, os cofres de Goiana serão atingidos em R$ 9.984.000 (nove milhões novecentos e oitenta e quatro reais), só com pagamentos dos subsídios. Sendo assim, apenas os salários de cada vereador de Goiana custará R$ 156 mil por ano ao erário. 

Ao comparar o aumento dos vereadores com o reajuste do salário mínimo brasileiro (que representa a maioria dos pagamentos salariais do Brasil), em 2016, o benefício para os membros da Câmara de Goiana chega a assustar. 

Em níveis percentuais o reajuste do salário mínimo foi de 11,6%. A diferença entre um aumento e outro é de 44,2%. 

Se o mesmo reajuste dos vereadores fosse aplicado ao do salário mínimo brasileiro o valor passaria de R$ 788 (em 2015) para R$ 1182 em 2016 (ao invés dos atuais R$ 880). 

Os servidores do judiciário do Brasil são a classe a trabalhadora que, proporcionalmente, houve um maior aumento salarial este ano. O reajuste salarial do judiciário chegou até 41,47% estabelecendo, assim, o salário de R$ 39.293,38 para Ministros do Supremo Tribunal Federal. 

O aumento real, na Câmara de Vereadores de Goiana, chega a 50%, 8,53% maior que o aumento para os servidores do Poder Judiciário. 

Goiana Notícias