Projeto ajuda na interiorização do cinema

Buscando a valorização do cinema pernambucano e nacional, o deputado estadual Aluísio Lessa é o autor da emenda responsável pela criação do projeto Cinema na Estrada. A iniciativa tem como foco a interiorização da produção cinematográfica pernambucana e brasileira e viabilizar a criação de novas salas no Estado. Neste mês, entre os dias 27 e 30, a mostra itinerante vai aportar no 26º Festival de Inverno de Garanhuns.
SOBRE O PROJETO - O Cinema na Estrada é uma ação estratégica para promover a difusão das obras audiovisuais pernambucanas em todo o estado, através de exibição de filmes em espaços públicos (a céu aberto) possibilitando a inclusão de novos públicos e contribuindo para diminuir os gargalos da distribuição. O publico alvo do projeto são as populações que residem em municípios, distritos, zonas rurais e comunidades tradicionais que não possuem salas de exibição cinematográfica, bem como o acesso a esses bens culturais.
O valor da emenda destinada ao projeto é de R$ 180.000,00 para ser executado nos municípios de: Mata Norte: Goiana, Paudalho, Vicência, Itambé, Nazaré da Mata, Condado // Sertão Central: Salgueiro // Agreste Setentrional: Bom Jardim, Limoeiro // Agreste Meridional: Saloá, Garanhuns(comunidades quilombolas) // Sertão do Pajeú: Afogados da Ingazeira, Tacaratu // Agreste Central: Belo Jardim, Bezerros, São Bento do Una, Lagoa dos Gatos // Mata Sul: Palmares, Primavera, Ribeirão, Jaqueira, Catende // RMR: Camaragibe , Itamaracá.

Serviço:
Mostra Itinerante Cinema na Estrada no 26º FIG
Horário: Sempre às 19h
27/07 – Sítio Colônia (Jupi) / Comunidade Tradicional
Local: Praça Central de Jupi
28/07 – Sítio São José (Canhotinho) / Comunidade Tradicional
Local: Praça Vila São José
29/07 – Saloá / Comunidade Tradicional
Local: Próximo à Serra de São Pedro
30/07 – São Pedro (Garanhuns) - Comunidade Tradicional
Local: Praça São Pedro
Programação dos curtas:
A Clave dos Pregões (Documentário, 15 minutos, 2015), de Pablo Nóbrega
Olhos de Botão (Ficção, 18 minutos, 2015) de Marlom Meirelles
Black Out (Documentário, 13 minutos, 2016), de Felipe Peres, Adalmir da Silva, Francisco Mendes, Jocicleide Oliveira, Sérgio Santos e Paulo Sano
Papo amarelo – o primeiro tiro (Ficção, 15 minutos, 2015), de Anildomá Willans de Souza
Exília (Documentário, 24 minutos, 2015), de Renata Claus
Assessoria