Prefeito de Tracunhaém é multado por propaganda antecipada

O prefeito da cidade de Tracunhaém, Belarmino Vasquez (PR), foi condenado pela Justiça Eleitoral pelo crime de propaganda eleitoral extemporânea, de acordo com o art. 36 da lei 9.504/1997. 

O gestor teria colocado um bloco carnavalesco, no carnaval deste ano. O Bloco 22, que faz alusão ao seu número partidário, foi denunciado ao Ministério Público Eleitoral pelos partidos: PRB, PTB e DEM. Os denunciantes apresentaram provas com imagens e filmagens, onde mostravam o crime. 

A juíza eleitoral, Marines Marques Viana, levou em consideração que este bloco desfilou pela primeira vez na cidade e não teria tradição na festa de momo. 

Além do bloco levar o número do partido ainda foram distribuídos prêmios com as frases “Tracunhaém é mais Belo” e “Quero Mais Quatro”, denotando inequivocamente sua intenção de captação de votos. 


A página oficial da prefeitura, no Facebbok, também foi usada para divulgar o bloco. Belarmino foi multado em R$ 25 mil.