Mulher casada vai para motel com mototaxista e acorda sozinha e com dívida de R$ 570


Uma mulher de 34 anos, casada de nome não identificado, saiu de sua residência na noite desta terça-feira (14), dizendo ao marido que iria assistir o show do padre Fábio de Melo, no Parque do Povo, mas ao invés disso, preferiu montar da garupa de um mototaxista clandestino e ir direto para um motel, localizado no bairro do Ligeiro, saída para a cidade de Queimadas.

Lá, enquanto o marido dormia o sono dos justos crente de que a amada estaria no show do padre e ouvindo seus conselhos, na verdade ela estava nos braços do amante, numa festinha particular movida a muita bebida alcoólica e sexo.

Na terra do Maior São João do Mundo, os infiéis viveram uma noite caliente e praticaram o maior amor do mundo. Ambos adormeceram e, aos primeiros raios de sol que começavam a clarear o céu de Campina, eis que o mototaxista acordou, se vestiu rapidamente e saiu a francesa, deixando a amante adormecida em cima da cama e a conta de R$ 570 para ela pagar.

Quando acordou, ressacada, sem nenhuma prata furada no bolso e abandonada pelo amante no motel, a confusão foi tremenda com a gerência do estabelecimento e o caso acabou indo parar na Central de Polícia, localizada no bairro do Catolé.

Na delegacia, diante da delegada de plantão, Karine Lima, que ouviu os argumentos de ambos os lados, a mulher disse que teria dado seu cartão de crédito pessoal ao amante para que ele efetuasse o pagamento, o que acabou não acontecendo.

Assim, a infiel acabou telefonando para um irmão seu, que foi à Central de Polícia, pagou os R$ 570 ao motel e o caso foi dado por encerrado.

Segundo a Polícia Civil, ainda na noite desta quarta-feira, um irmão da enfermeira foi até a delegacia e pagou a quantia referente a conta do estabelecimento. “Depois disso a representante do motel desistiu de prestar a queixa, em comum acordo. Nós ainda pedimos os dados do mototaxista, mas ela se recusou a falar. Ela ainda informou uma placa da moto, mas pelo que apuramos o mototaxista não é cadastrado na Superintendência de Trânsito de Transportes Públicos (STTP)”, frisou a delegada.

Fonte: PE Conectado