Acusado de matar músico paraibano é preso em Goiana


A Polícia Civil da Paraíba, com apoio operacional de agentes da Polícia Civil de Pernambuco, prendeu na quarta-feira (8), em Pontas de Pedra, distrito de Goiana, na zona da mata norte pernambucana, um segundo jovem acusado de matar o músico paraibano Pablo Roberto de Lima Santos, 34 anos, conhecido como Pablo Scobá Dub. 

O crime aconteceu em João Pessoa, no dia 7 de maio deste ano, no centro histórico da cidade. O músico foi vítima de uma tentativa de assalto. O crime aconteceu depois de uma apresentação em um casa de show. 

A informação da prisão foi confirmada no fim da manhã desta quinta-feira (9) pelo delegado de Goiana (PE), Pablo de Carvalho. Segundo ele, agentes dos dois estado conseguiram prender o suspeito, que já tinha sido acusado de outros crimes, em uma casa na localidade, que faz divisa com a Paraíba.

De acordo com a polícia, o suspeito tem 18 anos. Como na época do crime ainda estava com 17, deverá cumprir medida socioeducativa. Deverá ser levado a uma unidade onde ficam jovens infratores. Eles podem pegar, no máximo, três anos de internação.

O crime

Pablo estava no carro onde e se dirigia a um local onde estavam a esposa e um casal de amigos. Dois homens, sendo um deles armado, tentavam praticar um assalto.

O músico perguntou o que estava acontecendo e um dos suspeitos atirou. A vítima foi atingida perto do coração e chegou a ser levada para o Hospital de Emergência e Trauma da capital paraibana, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

As investigações foram conduzidas pela Delegacia da Infância e Juventude e pela delegacia de Crimes Contra o Patrimônio da capital paraibana. No dia 16 de maio, um adolescente já tinha sido apreendido, sob suspeita de participação no crime.

De acordo com a polícia, o rapaz apreendido, que era adolescente na data do latrocínio, também é acusado da prática de roubos a estabelecimentos comerciais na cidade.