sexta-feira, 27 de maio de 2016

Projeto Sonora Brasil traz o som das Violas Singulares para o Pontas de Pedra

Difundir expressões musicais identificadas com o desenvolvimento histórico da música no Brasil. Esse é o objetivo do projeto Sonora Brasil Sesc, com o tema Violas Brasileiras e apresentações hoje 27 de maio, em Pontas de Pedra, Goiana-PE.

O tema Violas Brasileiras visa traçar um panorama da viola de cinco ordens e de variantes do instrumento que apresentam características peculiares e regionalizadas, relacionadas a práticas musicais restritas a ambientes geográficos pouco abrangentes.

Nesta edição, receberemos as Violas Singulares apresentadas por Sidnei Duarte (MT) com a viola-de-cocho, Rodolfo Vidal (SP) com a viola fandangueira ou caiçara e Maurício Ribeiro (TO) com a viola-de-buriti, instrumento pouco conhecido fora do estado do Tocantins que tem sonoridade e características físicas bastante peculiares. As Violas Singulares são aquelas que não foram difundidas além de suas regiões de origem, permanecendo sempre ligadas a gêneros musicais bastante regionalizados.

Sonora Brasil

O Projeto Sonora Brasil é uma das mais importantes ações de difusão da cultura musical brasileira e o maior projeto brasileiro de circulação de espetáculos musicais. São escolhidos bianualmente dois temas relevantes para o resgate da cultura musical do país, sendo quatro grupos por temática. Esses grupos circulam com seu concerto por dois anos, percorrendo todos os estados do Brasil e realizando cerca de cem apresentações.

Todas as apresentações são acústicas e tem como enfoque o desenvolvimento da cultura musical brasileira em todos os seus aspectos, do popular, ao regional, histórico e erudito.

Em 2015, o primeiro tema circulou pelos estados das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste, enquanto o segundo segue pelos estados das regiões Sul e Sudeste. Em 2016, na 19ª edição, inverte-se a ordem das apresentações para que todos os grupos concluam o circuito nacional.