terça-feira, 10 de maio de 2016

MST fecha a BR-101 em Goiana, protestando contra o impeachment.


O dia de ontem (9-05) e a manhã desta terça-feira (10-05) começam com manifestações contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.



Vídeo do Whatsapp

A BR-101 esteve interditada por integrantes do MST, que estão sendo realizados pelas frentes Brasil Popular de Pernambuco e Povo Sem Medo, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil e metroviários, que aderem ao "Dia Nacional de Luta em Defesa da Democracia e contra o Golpe", fazendo convocação para uma paralisação geral.

Desde o início da manhã, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) interdita a BR-101 Sul, nos dois sentidos, nas imediações da fábrica Vitarela, em Prazeres, Jaboatão dos Guararapes. Mais estradas devem ser fechadas por protestos nas rodovias federais entre Recife e Petrolina.




De acordo com o presidente da CUT Pernambuco, Carlos Veras, os movimentos pretendem "unificar os trabalhadores dos setores público e privado, além dos trabalhadores do campo, para derrubar os golpistas e o impeachment". 


Por resolução da CUT Nacional, caso o Senado aprove o impedimento da presidente, a Central pretende continuar um movimento "para denunciar a ilegitimidade do eventual governo Temer, combatendo sem tréguas as medidas que retirem direitos da classe trabalhadora ou prejudiquem seus interesses", como afirma publicação da organização.