Dilma anuncia reajuste de 9% para Bolsa Família


A presidente Dilma Rousseff anunciou, durante discurso em ato do 1º de Maio promovido pela Central Únicas dos Trabalhadores no Vale do Anhagabaú, Região Central de São Paulo, o reajuste do Bolsa Família, com um aumento médio de 9% para as famílias atendidas. “A proposta não nasceu hoje, estava prevista desde agosto de 2015, quando enviamos o Orçamento para o Congresso”, disse. “Tudo isso sem comprometer o cenário fiscal que eles gostam tanto de dizer que estamos comprometendo”, acrescentou a presidente sobre o reajuste.

O programa, atualmente, atende a 47 milhões de pessoas. “Eles vão acabar para 36 milhões. Não estão afetando homem ou mulher adulto. Quem mais se beneficia são as crianças e os adolescentes. Eles fazem isso numa tentativa de nos paralisar. Enquanto fazem isso, o governo está fazendo a sua parte”, afirmou. “Garantimos o aumento da receita deste ano para viabilizar o aumento do Bolsa Família. Tudo isso sem comprometer o cenário fiscal que eles gostam de dizer que nos comprometemos”.

Dilma cita proposta de Temer de privatizar “tudo o que for possível”. “Qual é a primeira vítima dessa lista? O pré-sal”, diz a presidente. Manifestantes do Vale do Anhangabaú gritam “o pré-sal é nosso” em resposta.
A presidente também garantiu o reajuste de 5% na tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física no ano que vem e a contratação de 25 mil moradias para o Minha Casa Minha Vida, além de propor a ampliação da licença-paternidade para os servidores públicos federais de 5 para 25 dias. “Estamos incentivando os homens a ajudar as mulheres”. E reiterou a antecipação do Plano Safra da Agricultura Familiar, anunciado pelo governo na semana passada, para aquisição de alimentos e assistência técnica para o produtor.