Tudo igual no Clássico das Multidões: 1x1

O equilibrado Clássico das Multidões, disputado no estádio do Arruda, terminou na igualdade. Fato que merece a comemoração, principalmente, do torcedor tricolor. Afinal, era apenas de um ponto que a equipe necessitava para se credenciar às semifinais do Campeonato Pernambucano. O placar de 1x1 foi construído com os gols de Keno e Grafite (contra). Agora, o Sport vai para a decisão contra o Salgueiro e os tricolores terão um Clássico das Emoções para definir seu futuro na competição.
Ao final do primeiro tempo, o placar era favorável para a equipe do Santa Cruz. Vantagem que fez o time de Milton Mendes voltar mais tranquilo, com relação ao encaminhamento de sua classificação, para a etapa complementar do jogo. Mas a história dos primeiros 45 minutos foi muito mais escrita em tom de equilíbrio que de supremacia para algum dos dois rivais. Os tricolores foram mais efetivos nas oportunidades que criou.
As propostas de Santa Cruz e Sport foram distintas para o jogo. Apesar de ambos buscarem o setor ofensivo a todo instante, os tricolores apostaram em jogadas de infiltração, enquanto os rubro-negros ditavam seu jogo pelas laterais. Destaques individuais foram os atacantes Grafite e Mark González. O primeiro contribuiu ofensivamente com sua presença de área e boa trama ofensiva com os companheiros. Já o segundo auxiliou o ataque leonino com bons cruzamentos e jogadas em velocidade.
No primeiro gol do jogo, um desses personagens se tornou fundamental para a jogada. Aos 33 minutos, em jogada individual de Grafite, o atacante lançou Keno em velocidade, que tocou na saída de Danilo Fernandes. Antes da abertura do placar, o centroavante coral havia perdido dois gols claros no jogo. Com relação a Mark González, ele foi o responsável por criar as duas únicas chances claras de gol do Leão. Ambas perdidas por Everton Felipe e Vinícius Araújo.
A volta para o segundo tempo, no entanto, fez com que a vantagem tricolor fosse diminuída para o restante da partida. Com dez minutos de bola rolando, o Sport arrumou um escanteio. Luiz Antônio foi para a cobrança e, na viagem da bola, o atacante Grafite acabou atirando contra a própria meta. Gol contra que gerou o empate leonino na partida. Depois da igualdade no placar, o Leão foi mais agudo na partida, e acabou sendo mais constante na partida o jogo sendo jogado no campo defensivo do Santa Cruz. O placar, no entanto, não foi alterado.
FICHA DE JOGO
SANTA CRUZ
Tiago Cardoso; Vítor, Neris, Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, João Paulo e Lelê (Daniel Costa); Arthur (Wallyson), Grafite e Keno (Wellington Cézar). Técnico: Milton Mendes
SPORT
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Durval, Henríquez, Christiano; Serginho, Ronaldo (Neto Moura), Luiz Antônio; Everton Felipe (Maicon), Vinícius e Mark González (Fábio). Técnico: Tiago Mendes
Local: Estádio do Arruda
Horário: às 16h
Árbitro: Glaydson Leite (PE)
Assistentes: Ellan Vieira e Albert Junior (ambos de PE)
Gols: Keno (aos 33 do 1ºT); Grafite - contra (aos 10 do 2ºT)
Cartão amarelo: Keno (Santa Cruz); Serginho, Ronaldo (Sport)
Público: 16377
Renda: R$ 296.970,00