segunda-feira, 25 de abril de 2016

Sem tempo ruim para o Renegade

A elegância do Renegade conseguiu abafar o barulho costumeiro dos motores a diesel. Não completamente, mas o suficiente para o motorista esque­cer que está a bordo da ver­­são Sport 2.0 JTD AT9, tra­ção 4WD, porque o ruído é mínimo e a vibração não existe, fiquem avisados os amantes dos mais “ásperos” mode­los.

E se para o Renegade praticamente não existe tempo ruim, movido a diesel, ele se supera. Confortável des­de seu modelo “de entrada”, o modelo esportivo ga­nha um plus com a força do combustível, claramente mais potente e que atinge os 100 quilômetros por hora (km/h), co­mo diz o fabricante e o teste fei­to pela reportagem da Fo­lha de Pernambuco, em 10 segundos. Para se ter uma comparação, o modelo 1.8 E.torQ che­ga aos 100 km/h em 12,6 segundos. A resposta do carro também é mais rápida e se po­de deixar a passagem de mar­chas a cargo da automação.

O principal ponto negativo dessa versão do Renegade, SUV fabricado na unidade da Jeep em Goiana, é o preço: beira os R$ 100 mil. E desde o lançamento a montadora já esperava que isso fosse um obstáculo às vendas das versões com tração nas quatro rodas, estimando que representariam em torno de 20% das vendas da linha.

De modo geral, a satisfação de se dirigir um Renegade é ótima porque além do básico que se espera de um carro desse porte (e preço) - acabamento, conforto, estabilidade e (até) economia (faz 15,9 km/l na estrada e 12,3 km/l na cidade, segundo o fabricante) - ele tem o plus de ter um design impecável que dá ao motorista a total noção das dimensões do veículo, então a dirigibilidade, além das manobras, são muito facilitadas. Isso sem contar que o motorista será satisfeito por um SUV confortável como um crossover e super disposto em offroad.
 
China

O Jeep Renegade passa a sair da nova fábrica do grupo na cidade chinesa de Guangzhou, da GAC Fiat Chrysler Automobiles Co., Ltd. (GAC FCA). Segundo divulgado pela imprensa, o CEO da Fiat Chrysler Automobiles N.V., Sergio Marchionne, afirmou que esse é um passo importante para os planos de expansão da montadora no segmento de SUVs na China. Em outubro passado, a GAC FCA anunciou a implementação da produção do Jeep Cherokee na fábrica.