Campanha orienta mulheres sobre zika

O Grupo Curumim lançou, na manhã desta quinta-feira (7), uma campanha para conscientizar as mulheres de Recife e de Goiana, na Mata Norte, sobre os riscos da contaminação com arboviroses e seus direitos gestacionais. No evento realizado no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), as ativistas da ONG reuniram médicos, enfermeiros e estudantes da área da saúde para apresentar o projeto.
Segundo a secretária executiva do Curumim, Sueli Valongueiro, ainda falta informação para a população. “As mulheres mais atingidas pelas arboviroses são as mulheres pobres e que menos dispõem de recursos para cuidar dos seus filhos. Precisamos explicar como elas devem se prevenir, mas, além disso, uma vez diagnosticados problemas nos bebês afetados pelo vírus, as mães precisam saber dos direitos que têm como, por exemplo, o benefício de prestação continuada, se os filhos nascerem com microcefalia”, explica.
Para Olímpio Moraes, gestor executivo do Cisam, a campanha é importante. “Não existe saúde sem informação. Hoje é o Dia Mundial da Saúde e esse projeto proporciona o conhecimento das mulheres a um direito delas, que é o de ter acesso à saúde”, afirma o médico. Segundo a ONG, a campanha contará com ações em postos de saúde, escolas e ônibus e deverá atingir 30 mil pessoas só na cidade de Goiana durante as próximas semanas.
Arthur Mota/FolhaPE
Fonte: Folha PE