Vereadores de Belém de Maria ficarão em prisão domiciliar, determina Justiça

Os cincos vereadores presos suspeitos de desvios de recursos em Belém de Maria, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, passarão a prisão domiciliar nesta segunda-feira (29). A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). Os parlamentares irã utilizar uma torneira de monitoramento eletrônico.

Os vereadores Carlos José Soares, conhecido como Carlos de Zezito, Antônio José da Silva, conhecido como Irmão Toinho, Joseval Carlos dos Santos apelidado de Val de Danda, Jailson José da Silva chamado de Jal da Ambulância e o presidente da Câmara José Jairo Leonildo conhecido como Jairo do Timbó, estavam presos desde o dia 28 de janeiro no Presídio Rorenildo da Rocha Leão, em Palmares.

Os parlamentares foram presos na Operação Pulverização, que investiga o desvio de cerca de R$ 9 milhões da prefeitura do município. O esquema envolvia contratação de empresas fantasmas