Polícia investiga desaparecimento de adolescente de 16 anos em Paudalho

A Polícia Civil investiga o desaparecimento de uma adolescente de 16 anos que foi levada à força por dois homens na tarde do sábado (19) em Paudalho, na Mata Norte do estado, após um assalto a um estabelecimento comercial de sua família. O pai da jovem, José de Santana, reclamou que as autoridades não realizaram buscas e que, desesperada, a família começou a procurar a jovem por conta própria.

Elaine Azevedo Santana estava na lanchonete da família, que fica às margens da BR-408, quando os suspeitos chegaram ao local e anunciaram o assalto.

"Nós fizemos buscas pelos arredores, pela mata, em todo canto e não achamos nada", lamenta o pai.
Um tio da vítima, que preferiu não ser identificado, estava no momento do crime e contou que um dos homens chegou a se passar por cliente antes de roubar a lanchonete. O suspeito teria mostrado a arma e levado o dinheiro do caixa, uma quantia em torno de R$ 100.
Em seguida, informa o tio da garota, os criminosos amarraram as mãos dele, antes de decidir levar a jovem. A dupla arrastou a adolescente para um carro de passeio azul e fugiu. Na tentativa de encontrar a jovem o quanto antes, familiares distribuíram cartazes pela cidade.

O delegado responsável pelo caso, Diego Pinheiro, adiantou que está ouvindo testemunhas na tentativa de localizar e elucidar o caso. Até o início da manhã desta segunda-feira (21), nenhuma quantia havia sido pedida em troca de Elaine. A polícia não descarta a possibilidade de extorsão mediante sequestro, mesmo a família não tendo condições financeiras.

"A gente vai voltar ao local do crime, onde teve o roubo. Ver se tem mais testemunhas fora os familiares que estavam presentes, se tem algum estabelecimento com algum circuito de vigilância para ajudar as investigações e trabalhar em cima de entender o porque do motivo de terem levado a adolescente", acrescenta o delegado.