Matadouro abandonado? Não pela Dengue!


Após denuncia que partiu de um borracheiro na Rádio 106,3 FM, fomos até o matadouro público de Goiana, que encontra-se em completo estado de abandono. chegando lá a primeira impressão é de um local propicio para se cometer crimes pois não existem vigias e os arames farpados que deveriam fechar o local já tem grandes aberturas em sua cerca.






Na denuncia o ouvinte falou que passou em sua borracharia uma equipe do exército e de agentes de edemias e recolheu pneus que estavam cobertos, e levaram eles para o matadouro.










No matadouro apesar da grande maioria dos pneus estarem em local coberto, a chuva de vento e os pneus que estão jogados, já existem larvas do mosquitos, vale salientar que foi a própria equipe de combate ao mosquito que levou esses pneus para o local que se encontra.







Com uma grande incidência de registros de casos de microcefalia, chikungunya e outras doenças causadas pelo Aedes em Goiana é surpreendente a gestão pública que deveria fiscalizar está formando verdadeiros criadouros do mosquito.









Na Secretária de Administração, existia diversos focos do mosquito, foi necessário o repórter da 106,3 FM fazer diversas denuncias, para só então a secretária competente mandar realizar a limpeza do local.
Reveja: Matadouro Interditado em Goiana (Vídeo)





Em nota a Prefeitura de Goiana informa que quando a atual gestão assumiu, não existia no orçamento previsão de recursos para reforma do matadouro do município. Um laudo da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro)  apontou diversas irregularidades sanitárias no funcionamento do matadouro e exigia uma série de adequações ou a transferência dos abates de carne para o matadouro estadual que fica em Itambé e que já segue todas as normas exigidas pela vigilância sanitária.
Para se ajustar as regras de saúde e segurança exigidas pela Adagro, a Prefeitura precisaria gastar cerca de um milhão de reais, no equipamento de Goiana. Um custo elevado que a Prefeitura não tem como realizar no momento.

Em relação as famílias que dependem unicamente dessa fonte de renda, a Prefeitura de Goiana já está estudando meios para qualificar e dar condições para que esses profissionais possam ser inseridos no mercado de trabalho.